Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer divulga semanalmente preços de produtos da agricultura familiar

A cotação agrícola é realizada há mais três décadas em parceria com os produtores rurais, cooperativas e empresas agropecuárias, informando a oscilação dos preços em Mato Grosso.
Rosana Persona (Empaer)

João de Melo (Empaer)
A | A

Toda quinta-feira, a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) divulga a cotação de preços de 40 produtos, coletados em nove regiões do Estado. A cotação agrícola é realizada há mais três décadas em parceria com os produtores rurais, cooperativas e empresas agropecuárias, informando a oscilação dos preços em Mato Grosso. Todos os dados da cotação agrícola estão à disposição no site da Empaer, na aba Cidadão. Para acessar, clique aqui.

Nesta semana a média da arroba do boi gordo foi cotada a R$ 127,02, preço à vista; a arroba da mandioca a R$ 31,80; café arábica beneficiado R$ 373,33/ saco de 60 quilos; milho a R$ 22,50/ saco de 60 quilos; leite in natura está sendo comercializado a R$ 0,93 o litro; ovos caipira a dúzia R$6,97; arroba do suíno foi cotada  a R$ 102,56. O engenheiro agrônomo da Empaer, Luiz Carlos Guerra Victorino, responsável pela tabulação dos dados, explica que é cotado o menor, a média e o maior preço praticado no município.

Conforme o engenheiro Luiz Carlos, a cotação dessa semana apresentou algumas variações de preços do feijão Carioca que foi vendido pelo menor preço a R$ 85,00/saco de 60 quilos em Cáceres, e pelo maior preço no município de Juína a R$ 205,00. Uma vaca leiteira foi comercializada em Barra do Garças a R$ 2.514,17 e em Barra do Bugres por R$ 3.268,18. O quilo do maracujá foi de R$ 3,86 em Juína R$ 10,18 em Barra do Bugres. “O objetivo é orientar os produtores no momento de comprar e vender seus produtos”, enfatiza.

A cotação agrícola promove a tomada de preços para facilitar o acesso dos produtores rurais que ganham com essa decisão, pesquisando para fazer um bom negócio, com preço justo. Os dados da cotação agrícola são renovados toda quinta-feira, permanecendo por um período de sete dias. Segundo Luiz Carlos, a cotação é muito procurada para solicitação do preço da arroba do boi gordo (à vista, c/25 dias) e a cabeça do boi magro, vaca de cria e leite, vaca gorda e vaca magra e outros. “A cotação agrícola é mais uma ferramenta que está à disposição do produtor rural”, destaca.

A cotação possibilita aos interessados verificarem preços dos mais variados itens, tais como: algodão, soja, milho, café, cana-de-açúcar, borracha, arroz, banana (terra, nanica/nanicão), mandioca, boi gordo, garrote, leite, frango, ovos, peixes, suínos e outros. As informações coletadas pelos técnicos da Empaer são enviadas para os veículos de comunicação, Conab, escritórios da Empaer, comércio em geral e também para o Estado de Rondônia.