Pular para o conteúdo
Voltar

Ação conjunta promove plantio de mudas para preservar nascentes dos rios

Ação conjunta promove plantio de mudas para preservar nascentes dos rios
Rosana Persona (Empaer-MT)

A | A
Com o objetivo de recuperar e proteger as nascentes dos rios e Área de Preservação Permanente (APP) localizada na Bacia do Rio São Lourenço, no município de Jaciara (144 km ao Sul de Cuiabá), foi realizado o plantio de 200 mudas nativas. A ação ocorreu na área do produtor rural Antônio de Paula Rocha, na região do Poguba. Técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Prefeitura, Instituto Ação Verde, projeto “Jaciara Mata Viva” e professores da Escola Estadual Antônio Ferreira Sobrinho percorreram nascente e uma mina d’água, que brota em um paredão rochoso de 40 metros. O trabalho tem a finalidade de mobilizar os produtores rurais e desenvolver ações de orientação com o plantio de mudas para recuperar as matas ciliares, conservar as nascentes e levar tecnologia para promover a retenção da cobertura vegetal e captação de água da chuva para consumo humano. A extensionista da Empaer, Jéssica Coutinho da Silva, fala que a intenção da equipe é melhorar o solo e permitir que as raízes das plantas tenham maior infiltração no local, retendo grandes quantidades de água e mantendo a nascente viva por muito tempo, mesmo em período de estiagem. O coordenador do viveiro de mudas da Empaer, Antônio Rocha Vital, defende a recuperação de áreas degradadas e APP e ressalta que, em parceria com o Instituto Ação Verde, foi criado o projeto de Tecnologia Social Sustentável para Recuperação de Nascentes, a fim de produzir mudas para áreas degradadas e matas ciliares. Ele esclarece que nos últimos 15 anos de atividade o viveiro de mudas de espécies nativas e frutíferas da Empaer produziu 3,5 milhões de mudas, que foram doadas aos produtores rurais. “Estamos disponibilizando duas mil mudas para esse trabalho”, destaca. Segundo Rocha, as nascentes estão desaparecendo devido ao desmatamento das encostas, matas ciliares e pela impermeabilização do solo, principalmente nas áreas urbanas e pelo uso inadequado do solo, nas áreas rurais. A vegetação contribui para manter a boa qualidade da água, funcionando como um filtro de poluentes que esteja no solo. O professor de geografia e coordenador do Projeto “Jaciara Mata Viva”, Jorge de Moraes Antunes, esclarece que desde 2011, alunos da Escola Antônio Ferreira participam do Viveiro Educador, com a produção de mudas nativas na própria escola. Segundo ele, a intenção do trabalho executado com parceiros é atingir 10 nascentes com o plantio de mudas e recuperação de áreas degradadas. “Percebemos que nos últimos anos houve uma redução gradativa de água na região. O nosso trabalho é garantir água o ano todo, até mesmo no período de seca”, enfatiza Antunes. Participaram da ação, representantes do Instituto Ação Verde, Lélis Alexandrino, e da Prefeitura de Jaciara, Natália Silva, entre outros