Pular para o conteúdo
Voltar

Agricultor produz 100 dúzias de hortaliças por dia no sistema hidropônico

Agricultor produz 100 dúzias de hortaliças por dia no sistema hidropônico
Rosana Persona ( jornalista da Empaer)

A | A
Mais de 100 pessoas, entre produtores rurais, técnicos, estudantes e pesquisadores, participaram da visita técnica sobre o cultivo de hortaliças no sistema hidropônico, no município de Diamantino (208 km a Médio-Norte de Cuiabá), na propriedade do produtor rural Ernest Horbach Prass. Os visitantes percorreram uma estufa de 1.200 metros quadrados, que produz em média 100 dúzias de hortaliças, por dia. O investimento foi na ordem de R$ 130 mil para instalação da estufa e montagem das bancadas. Produzir o ano todo é a meta do produtor rural juntamente com seus três filhos Edson, Ademilson e Adilson Prass. Conforme Ernest, estão produzindo no sistema hidropônico há dois anos, alface (crespa, lisa, mimosa e americana), couve-manteiga, rúcula e agrião. A intenção é expandir a área com o cultivo também de abobrinha, pepino, pimentão, tomate e outros. “Durante 16 anos trabalhamos com o cultivo de hortaliças no sistema convencional com plantio no solo, e agora na propriedade é só no sistema hidropônico”, enfatiza Ernest. O produtor rural Edson descreve que, no ano de 2009, teve a ideia de investir na produção de vegetais no sistema hidropônico e somente em 2012, encontrou apoio e informações necessárias para a instalação da estruturas que se tornou em fonte de renda da sua família. O biólogo da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Nesvaldo de Oliveira, comenta que o maior atrativo do cultivo na água é a isenção de resíduos agrotóxicos. Ele destaca que, ao utilizar a hidroponia, o agricultor evita a degradação do solo e a agressão ao ambiente, além de economizar com produtos químicos. “A modernização na produção de hortaliças vem passando por transformações necessárias, para melhorar a sua rentabilidade e competitividade. Tem exigido dos agricultores a utilização de tecnologias para melhorar a eficiência produtiva do sistema e aumentar na competitividade dos produtos”, esclarece Oliveira. O engenheiro agrônomo Ivonir Riquete, responsável técnico pela empresa hidropônicos Matsu, localizada no município de Várzea Grande, participou da visita técnica e ficou surpreso com a produção na região. A Matsu, uma das pioneiras no cultivo hidropônico, possui uma área construída de 7.200 m² de estufa, com produção de alface crespa, roxa, rúcula, cheiro verde e outros. “A tendência do cultivo é crescer, em todo o estado de Mato Grosso, devido a qualidade dos produtos”, comenta Riquete. Durante a visita técnica, o prefeito Juviano Lincoln fala que o município de Diamantino possui 1.200 agricultores familiares e que as ações da Empaer podem mudar a realidade de muitas famílias, com inovações tecnológicas, e citou a implantação das estufas para cultivo de hortaliças. A diretora de Pesquisa da Empaer, Eliane Forte Daltro, destaca que a empresa está de portas abertas no desenvolvimento de novas tecnologias que garantam lucro e renda ao agricultor familiar. Participaram da visita, o engenheiro agrônomo da Empaer, Osmano de Freitas Silva, pesquisador da Empaer, Valdevino Enedino Borges, Secretária da Agricultura e Meio Ambiente do município, Poliana Marcondes, empresários, produtores e outros. O evento aconteceu no sábado (13.09).