Pular para o conteúdo
Voltar

Agricultora produz vinho de jabuticaba em Mirassol D’Oeste

Agricultora produz vinho de jabuticaba em Mirassol D’Oeste
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Na comunidade rural Lar Benvindo, localizada no município de Mirassol D’Oeste (300 km a Oeste de Cuiabá), na propriedade Santa Helena, a produtora rural Iracy Serenini Falácio, 57 anos, é conhecida pela produção de doces, requeijão, licores e recentemente começou a produzir vinho de jabuticaba. Uma novidade que está agradando os moradores da região. O vinho é totalmente artesanal, sem nenhuma química e fica pronto para o consumo após 50 dias de preparação. Ela conta que a família trabalha nessa propriedade há quase três décadas. O seu esposo Luiz Roberto Falacio é o responsável por lidar com o bovino de corte e com serviços gerais e a filha Rosiely de Fátima Falácio ajuda na produção. Para a fabricação de doces e do vinho de jabuticaba, Iracy recebeu orientações da extensionista social da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Maria da Conceição Saminêz Silva. A produtora recorda em que em 2010 recebeu a receita da Empaer e fabricou o vinho pela primeira vez, com uma produção de 19 litros. Este ano, ela já produziu mais de 50 litros da bebida e a comercializa na região por R$ 20 a garrafa. “Para produzir vinho é necessário gostar da atividade, ter capricho, dedicação, higiene e paciência,” enfatiza. A extensionista da Empaer, destaca que a produtora atende as Boas Práticas de Fabricação tanto na produção de doces como de vinho. Conforme Maria da Conceição, os produtos são de uma agroindústria que processa as frutas de forma correta. “O vinho de jabuticaba está em teste e será enviada uma mostra para o laboratório para conferir o teor alcoólico e de fermentação”, esclarece. O vinho faz muito bem a saúde, a semente tem tanino. A casca e a polpa têm ferro, fósforo, vitamina C, antocianina. Também é antioxidante ajuda a digestão e o metabolismo. Na casa, Iracy possui dois pés de jabuticaba e conforme a produtora, se necessário, adquire o fruto de outras produções para produzir mais vinho. “Sempre fiz o licor de jabuticaba e essa experiência com o vinho tem dado certo e atraído alguns compradores para experimentar a bebida”, conta Na propriedade em que moram há um pomar no quintal, com diversas frutas tais como jabuticaba, figo, banana, caju, jaca, manga e outras. A produtora Iracy utiliza todas as frutas para produção também de doces, geleias, pães, bolachas e biscoitos. De acordo com ela, os mais solicitados são os doces de figo e manga- maçã. Os preços dos produtos variam de R$ 10 a R$ 25 o vidro ou compota.