Pular para o conteúdo
Voltar

Água Boa vai sediar curso de arroz em terras altas para técnicos

Água Boa vai sediar curso de arroz em terras altas para técnicos
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Acontece no município de Água Boa (730 km a Leste de Cuiabá), no dia 8 de outubro, o curso de capacitação para assistentes técnicos na cultura do arroz. No curso serão abordadas ações para o desenvolvimento de tecnologias para viabilizar a cadeia produtiva do arroz de terras altas no Estado de Mato Grosso, mercado, comercialização, classificação, melhoramento genético, controle de pragas e doenças e implantação do arroz sob o plantio direto. O evento será realizado na Câmara de Vereadores do município, a partir das 13 horas com encerramento previsto às 21 horas. Com objetivo de fomentar a cultura do arroz no Estado, o curso é uma iniciativa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Sindicato do Arroz (Sindarroz-/MT), Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Fundação de Amparo a Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) e entidades parceiras. A Doutora em fertilidade do solo da Empaer, Maria Luiza Perez Villar comenta que será debatido a sustentabilidade da rizicultura e assegurar a oferta de grãos em quantidade e qualidade compatíveis com as exigências do mercado, redução do custo de produção para tornar a rizicultura mais competitiva. A novidade para produção deste ano é a bactéria Azospirillum, que fixa nitrogênio do ar e doa para a cultura do arroz evitando o uso de adubo nitrogenado e a contaminação do meio ambiente por nitrato que polui as águas dos rios. Segundo Villar, estão sendo implantados experimentos para selecionar genótipos para a agricultura familiar também nos municípios de Sinop e Cáceres visando criar alternativas específicas para o pequeno produtor, com material genético resistente à praga, doença e baixa fertilidade do solo. Novos materiais estarão à disposição em 2011. Pesquisadores da Empaer já lançaram algumas variedades de arroz de terras altas que podem ser utilizadas, tais como: Primavera, Cambará, Sertaneja, Pepita e Monarca, que serão direcionadas para os produtores de arroz. O curso vai contar com os palestrantes Clóvis Costa Knabben da Delegacia Federal da Agricultura (DFA-MT), pesquisadores da Embrapa Arroz e Feijão, Nand Kumar Fageria, Daniel Pettersen Custódio, Alexandre Barrigossi, Valácia da Silva Lobo, Lúcio Adalberto Motta Filho da empresa Semear Agrícola e a pesquisadora da Empaer, Maria Luiza Perez Villar.