Pular para o conteúdo
Voltar

Central de Comercialização da Agricultura Familiar vai funcionar toda sexta-feira

Central de Comercialização da Agricultura Familiar vai funcionar toda sexta-feira
Rosana Persona (jornalista da Empaer)

A | A
Produtores rurais do município de Poconé, Várzea Grande, Campo Verde e Jangada comercializam seus produtos nesta sexta-feira (09.07), na Central de Comercialização da Agricultura Familiar José Carlos Guimarães, no município de Várzea Grande. O coordenador geral da Central, José Alfredo da Costa Marques, comenta que já foram cadastrados 1300 produtores de 14 municípios do Território da Cidadania para vender a produção diretamente ao consumidor e 100 supermercados de pequeno e médio estão cadastrados como compradores da produção de frutas, legumes e verduras. O secretário de agricultura de Poconé e agricultor, Tatá Amaral está satisfeito com o novo espaço para comercialização. Na última rodada de negociação (24.06), trouxe 100 caixas de legumes e vendeu 90 caixas. Hoje, representado 10 produtores rurais com um volume de 50 caixas entre pepino, repolho verde, vagem, pimentão, jiló, tomate e abobrinha. Ele acredita que terá êxito na comercialização. “A produção na região está crescendo e com capacidade para atender a grande Cuiabá e Várzea Grande”, destaca Tata. Ele ressalta que no município o produtor Enio Arruda, produz 150 caixas de tomate longa vida e italiano por dia. O objetivo do produtor é chegar até o final de agosto de 2010, com 100 mil pés plantados de tomate, numa área de 10 hectares. A produtora rural Maria Aparecida Levandowski, do Projeto de Assentamento Sadia I em Várzea Grande, participa pela terceira vez, trazendo produtos como maxixe, banana da terra e mamão formosa. Segundo a produtora, sempre vende a produção. O presidente da Associação dos Produtores Rurais do Assentamento Santo Antônio da Fartura, em Campo Verde, Paulo Rodrigues Galvão fala que 180 produtores esperam comercializar a produção diretamente para os atacadistas. Ele informa que saem diariamente do assentamento de 6 a 8 caminhões (10 a 12 toneladas), carregados por dia. “ Nossa expectativa é que novos produtores passem a vender na central e vários compradores estejam por aqui”, salienta Paulo. O diretor técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural, Almir de Souza de Ferro, comenta que foi assinado com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Fundaper um projeto para organização e comercialização de frutas, legumes, verduras no Território da Cidadania da Baixada Cuiabana com capacitação de técnicos e produtores rurais em tecnologia da produção. O evento começa no dia 29.07, no município de Poconé, para os técnicos agropecuários da Empaer. Conforme o Coordenador da Central, José Alfredo, o número de produtores foi menor que nas outras últimas rodadas de negociação. Para a próxima sexta-feira (16.07), pretende se reunir com os técnicos da Empaer, Seder e Sindicato dos Trabalhadores Rurais e reunir o maior número de produtores.