Pular para o conteúdo
Voltar

Cooperativa vai atender Central da Agricultura Familiar em VG

Cooperativa vai atender Central da Agricultura Familiar em VG
Rosana Persona ( jornalista da Empaer)

A | A
A Cooperativa Central da Agricultura Familiar da Baixada Cuiabana que será responsável em conduzir a Central de Comercialização José Carlos Guimarães, localizada no município de Várzea Grande, foi criada na manhã dessa segunda-feira (08/09). O representante da Secretaria de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Marcelo Fragoso, participou das reuniões e conferiu as atividades da Central e a perspectiva da nova cooperativa. Desde 2010, os produtores rurais ganharam um espaço para comercializar a sua produção. O local abriga produtores de 14 municípios do Território da Cidadania, com a produção de Frutas, Legumes e Verduras (FLV). Com investimentos na ordem de R$ 3,6 milhões provenientes do MDA, numa área de cinco hectares e 3 mil metros quadrados de área construída, 450 produtores cadastrados até o momento estão distribuindo para o Programa Nacional de Aquisição de Alimentos (PAA) da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), feira nos finais de semana e outros. O secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Luiz Carlos Alécio, destaca a importância do espaço e acredita que a cooperativa vai impulsionar a produção agrícola e garantir a comercialização para os produtores rurais.Conforme o secretário, o primeiro passo é garantir produto o ano todo para abastecer a grande Cuiabá.O representante do MDA, Fragoso, enfatiza que não basta ter a central é necessário ter os produtores rurais envolvidos neste novo desafio. O presidente da Cooperativa, Luiz Carlos Souza Ponce, já programou visitas aos municípios da Baixada Cuiabana com o objetivo de fortalecer a central realizando a adesão de novos produtores rurais. A diretora financeira da cooperativa, Maria Aparecida Levandowsqui, fala que é uma conquista dos produtores que solicitaram um local para comercialização. “Desde a inauguração estou aqui, seja vendendo meus produtos ou buscando alternativa de renda para a categoria. Agora é necessário organização dos produtores rurais para garantir o abastecimento”, esclarece Maria Aparecida. O coordenador da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Carlos Antônio Branco Lopes, comenta que os técnicos da Empaer participam de todo processo prestando o serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural, auxiliando o produtor desde a elaboração de projetos até a colheita. O supervisor regional da Empaer, Vico Capistrano, ressalta que além da assistência técnica, a empresa tem auxiliado no apoio logístico com os produtores rurais do interior do Estado. Participaram da reunião o delegado Federal do MDA, Nelson Luiz Borges de Barros, gestor da Central, Josué Miknow, superintendente do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico e Social da Baixada Cuiabana, Rodrigo Furquim Rodrigues, analista de Desenvolvimento Econômico e Social da Sedraf, Eder Azevedo Ramos, presidentes de cooperativas e outros.