Pular para o conteúdo
Voltar

Cotação agrícola aponta aumento no preço do feijão carioca em MT

Cotação agrícola aponta aumento no preço do feijão carioca em MT
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Nesta quinta-feira (05.11), a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) divulga a primeira cotação do mês de novembro referente aos preços dos hortifrutigranjeiros e grãos comercializados em Mato Grosso. São coletados dados de 40 produtos em nove regiões do Estado, semanalmente. A cotação é realizada em parceria com produtores rurais, cooperativas e empresas agropecuárias. O engenheiro agrônomo da Empaer, Luiz Carlos Guerra Victorino, responsável pela tabulação dos dados, lembra a importância de saber escolher os produtos e destaca que alimentos fora de época são mais difíceis de encontrar por um preço baixo. O levantamento de preços apresenta a média da região, enfocando o menor e o maior preço praticado durante a semana. Ele enfatiza que é importante também comparar os valores em vários estabelecimentos e se informar sobre os níveis de produção do município. O levantamento realizado dos preços aponta que na última semana de outubro os produtos sofreram alterações de preços como, por exemplo, a farinha de mandioca que foi comercializada pelo menor preço a R$ 189,00 e maior preço a R$ 204,69 o saco de 45 quilos. A novilha/cabeça foi vendida por R$ 1.081,25 a R$1.491,67, a vaca leiteira de R$ 1.800,00 a R$ 3.000,00 a cabeça. Os dados coletados são referentes à semana de 22 a 28 de outubro. A cotação mostra que a banana de fritar sofreu aumento de preço sendo cotada entre R$ 2,41 a R$ 3,05 o quilo. A maior alta ocorreu com o feijão carioca que ficou entre R$ 102,50 e R$ 202,10 o saco de 60 quilos. O arroz de sequeiro permaneceu com o mesmo preço ficando em R$ 50,00 o saco de 60 quilos e o café arábica por R$ 150,00 o saco com 40 quilos. Conforme Luiz Carlos, a cotação é muito procurada para solicitação do preço da arroba do boi gordo (à vista ou para 25 dias) e a cabeça do boi magro, vaca de cria e leite, vaca gorda e vaca magra e outros. Os dados da cotação agrícola são renovados toda quinta-feira, “A cotação agrícola é mais uma ferramenta que está à disposição do produtor rural”, destaca. A cotação possibilita aos interessados verificarem preços dos mais variados itens, tais como: algodão, soja, milho, café, cana-de-açúcar, borracha, arroz, banana (terra, nanica, nanicão), mandioca, boi gordo, leite, frango, ovos, peixes, suínos e outros. As informações estão à disposição no site da Empaer – www.empaer.mt.gov.br , no menu Arquivos. As informações são coletadas nos municípios de Alta Floresta, Barra do Bugres, Barra do Garças, Cáceres, Cuiabá, Juína, Rondonópolis, Sinop e São Félix do Araguaia.