Pular para o conteúdo
Voltar

Dia 28 de julho comemorado “Dia do Agricultor

Dia 28 de julho comemorado “Dia do Agricultor
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Conforme decreto número 48.630, instituído na década de 1960, pelo presidente Juscelino Kubitschek, no dia 28 de julho é comemorado o “Dia do Agricultor”, reforçando a importância da profissão no país. A diretoria da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), parabeniza o agricultor e a agricultora pelos relevantes serviços prestados, trabalhando todos os dias, de sol a sol, seja ordenhando a vaca ou arando a terra para garantir a produção e alimento que chegue à mesa de cada um de nós. Chamado de homem do campo, colono, camponês, lavrador, produtor, agricultor, a evolução social e as transformações sofridas por esta categoria são conseqüências de uma nova situação deste trabalhador fundamental para o desenvolvimento do país. O presidente da Empaer, Valdizete Martins Nogueira, destaca que o Estado possui 188 mil agricultores, sendo 140 mil familiares e 48 mil de médio e grande agricultor. Há 49 anos, a serviço da família rural, a Empaer atende mais de 35 mil agricultores por ano, prestando serviço de assistência técnica, extensão rural e pesquisa em 458 assentamentos e 864 comunidades rurais, presente em 94% dos municípios. “A intenção é ampliar o atendimento e auxiliar os agricultores no desenvolvimento da sua atividade a fim de garantir lucro e renda para as famílias rurais”, salienta Nogueira. A Empaer conta com uma estrutura de 135 escritórios locais, nove regionais, três centros de pesquisa, seis campos experimentais, quatro viveiros de produção e um núcleo de laboratórios para atender os agricultores do Estado. . A diretora de pesquisa, Eliane Forte Daltro, ressalta que o trabalho da empresa é em prol do desenvolvimento do setor agropecuário, com objetivo de melhorar a qualidade de vida do agricultor, reduzindo os custos de produção e introduzindo novas alternativas de culturas a serem exploradas. O diretor de Operações, Almir de Souza Ferro, fala que a agricultura e pecuária são atividades relevantes, especialmente por constituírem a base da geração de emprego, renda e da movimentação da economia dos municípios. “A nossa missão é gerar conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável, garantindo ao agricultor acesso as políticas públicas”, enfatiza Ferro.