Pular para o conteúdo
Voltar

Dia de Campo incentiva produção de leite em Brasnorte

Dia de Campo incentiva produção de leite em Brasnorte
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Mais de 100 pessoas participaram do Dia de Campo Sobre Bovinocultura de Leite no município de Brasnorte (a 579 km de Cuiabá), realizado no sítio São Sebastião, também conhecido como “casa do queijo”. O sítio é atendido pelo Programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), executado pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). A ação contou com visita a três estações da propriedade, que produz 500 litros de leite por dia durante todo o ano. Durante o Dia de Campo, produtores rurais, pesquisadores, técnicos, estudantes interessados em produzir leite visitaram as estações. A primeira debateu sobre a qualidade do leite e cooperativismo, abordada pelo médico veterinário da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Mauro Machado Vieira. Na segunda estação, o engenheiro agrônomo da Empaer, Claudir Rubenich, explicou sobre pastejo rotacionado, enquanto que na terceira e última estação o engenheiro agrônomo da Empaer, Robson Vicente de Almeida Lobo, falou sobre a produção de leite em pastagens irrigadas. Na propriedade foi implantada uma Unidade Técnica de Referência (UTR) de gado de leite com orientações dos técnicos da Empaer. A propriedade possui uma área de 146 hectares, sendo 36 hectares para criação de bovinos de leite, e um plantel de 250 animais, dos quais 70 vacas são produtivas. A raça predominante é o Girolanda, além das raças Gir e Holandês. Conforme Robson Vicente, o produtor não usa inseminação artificial, pois tem touro PO (Puro de Origem), controle zootécnico parcial do rebanho, obedece rigorosamente o calendário de vacinas e controle parcial da produção individual dos animais. Possui sala de ordenha e alvenaria com fosso, água encanada, sala com resfriador e higienização. O engenheiro agrônomo destaca que o objetivo do evento foi difundir tecnologias e informações para otimizar a rentabilidade da propriedade produtora de leite. Ele destaca que em 2011, na propriedade São Sebastião, a produção de leite no período das chuvas era de 200 litros de leite por dia e na seca de apenas 130 litros/leite/dia. Para atingir os 500 litros de leite/ dia, a alimentação no período chuvoso foi baseada no pastejo extensivo de Brachiaria Brizantha e capim mombaça. E na seca, conta com sete hectares de área irrigada. O evento foi realizado pela Empaer, Prefeitura Municipal de Brasnorte, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e OCB.