Pular para o conteúdo
Voltar

Diagnóstico revela que produtores de Cuiabá plantam 200 hectares de hortaliças para atender a capital

Diagnóstico revela que produtores de Cuiabá plantam 200 hectares de hortaliças para atender a capital
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Produtores de hortifrutigranjeiros do Território da Cidadania da Baixada Cuiabana e técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) participam de uma jornada técnica para elaborar o Plano Municipal de Desenvolvimento para organização da produção e comercialização de frutas, legumes e verduras (flv’s). A abertura do evento acontece no município de Poconé (104 km ao Sul de Cuiabá), no dia 30.11 (terça-feira), com a apresentação do diagnóstico de produtividade e área plantada dos produtos mais cultivados. Serão realizadas doze jornadas técnicas até o final de fevereiro de 2011. O diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Empaer, Almir de Souza Ferro esclarece que para buscar um abastecimento e comercialização de produtos é importante saber o que está sendo produzido. Ele explica que os técnicos da Empaer realizaram um diagnóstico nas propriedades rurais, checando a tecnologia utilizada, rendimento, qualidade, transporte, comercialização e outros. O diagnóstico permitiu planejamento da produção e já escolheram 29 variedades de frutas e 29 de legumes e verduras que serão produzidos nos determinados municípios. “Vamos inserir as culturas conforme a aptidão dos produtores e da região”, salienta Ferro. Durante o diagnóstico foi identificado no Território da Cidadania a existência de 21,5 mil agricultores familiares, sendo 10 mil agricultores tradicionais e 11,4 mil assentados. No diagnóstico que será apresentado, o município de Poconé é considerado maior produtor de frutas da Baixada Cuiabana, com uma área plantada de 133 hectares, o município de Cuiabá é o que mais produz hortaliças. Numa área de 165 hectares planta legumes e 33,6 hectares de verduras. O gerente de apoio de Programas e Projetos da Empaer, João Batista de Vechi, mostra os dados e resume que 1.545 produtores estão produzindo frutas, legumes e verduras numa área de 1.919 hectares. O supervisor Regional da Empaer, Vico Capistrano comenta que para garantir o bom funcionamento da Central de Comercialização da Agricultura Familiar, localizada em Várzea Grande, realizaram o cadastramento de 1.120 propriedades rurais da Baixada Cuiabana e Campo Verde. Com recursos na ordem de R$ 400 mil, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), técnicos e produtores serão treinados em tecnologia da produção, classificação dos produtos e comercialização. A previsão é que até o mês de julho de 2011, o Território da Cidadania esteja produzindo em escala comercial. “Estamos buscando parceiros e conferindo a habilidade de cada região e dos produtores que desejam atender a Central da Agricultura Familiar”, esclarece Vico. Segundo Capistrano, após a elaboração do Plano Municipal os produtores vão receber num período de 12 meses, visitas dos técnicos da Empaer prestando serviço de assistência técnica, além de participarem de palestras, demonstrações no campo com informações sobre tecnologia de produção, seleção, plantio e irrigação e reuniões conforme a demanda do produto e da época. A próxima reunião será no município de Nossa Senhora do Livramento, no mês de Dezembro.