Pular para o conteúdo
Voltar

Embrapa e Empaer fortalecem parceria para capacitação de técnicos

Embrapa e Empaer fortalecem parceria para capacitação de técnicos
Gabriel Faria (mtb 15624/MG JP)

A | A
A parceria entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Empresa Matogrossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer) está cada vez mais fortalecida. Nesta quinta-feira, uma reunião realizada na Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop (MT) consolidou ainda mais a atuação conjunta nos processos de transferência de tecnologia que já vêm sendo realizados em Mato Grosso. Desde 2011, as entidades, em parceria com Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Organização das Cooperativas do Brasil (OCB-MT), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e demais parceiros, promovem processos de capacitação continuada de técnicos da assistência técnica e extensão rural. Participam destes cursos profissionais da própria Empaer, de cooperativas, prefeituras, Senar, além de técnicos autônomos. Foram estruturados processos de capacitação continuada em cadeias de grande importância para o estado, como a do leite, da fruticultura, olericultura, piscicultura, mandiocultura, sistemas agroflorestais, integração lavoura-pecuária-floresta, e mais recentemente, em parceria com o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), da apicultura. A cadeia produtiva do leite, por exemplo, é a que está mais adiantada, com o sexto módulo do curso tendo sido finalizado nesta quinta-feira em Sinop. Somente neste curso participam 20 técnicos da Empaer. Estes participantes serão multiplicadores, tendo como missão passar o conhecimento adquirido para colegas extensionistas e posteriormente para os produtores. “Uma instituição de assistência técnica não pode perder sua capacidade técnica. E isto estava acontecendo com a Empaer. Agora, a Empaer aderiu a esta parceria com a Embrapa e estamos resolvendo uma demanda que já existia”, afirma o diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Empaer, Almir de Souza Ferro. Segundo Almir, a Empaer aposta neste sistema de capacitação continuada de seus técnicos. Por isso, a empresa está buscando melhorar a gestão do processo, inclusive, com a nomeação de um representante em cada grupo gestor das principais cadeias produtivas do estado. De acordo com o diretor, a Empaer passa por dificuldades em relação ao reduzido quadro de pessoal, o que deverá ser minimizado com a realização de concurso público. Porém, ele ressalta a importância de capacitar os cerca de 350 agentes de assistência técnica que a empresa possui atualmente. “O técnico, quando se sente capacitado, tem reação diferenciada. Se um produtor o procura e ele não sabe a resposta para o problema, ele fica acanhado e passa a demanda para outro. Agora, a iniciativa esta sendo do próprio técnico. Ele está visitando o produtor”, disse. Para o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agrossilvipastoril, Lineu Domit, a participação da Empaer no processo é fundamental para que as tecnologias cheguem até o produtor. “Mato Grosso tem cerca de 140 mil pequenos agricultores que dependem da assistência técnica oficial. O objetivo da Embrapa é o de capacitar os técnicos e extensionistas, fazer a transferência de tecnologia, para que eles possam fazer o conhecimento chegar até o produtor. Com este processo de capacitação continuada, teremos especialistas nas diversas cadeias produtivas em todas as regiões do estado”, afirma Lineu Domit. Além da parceria na transferência de tecnologia, Embrapa e Empaer também já estão se articulando para desenvolverem trabalhos conjuntos também na pesquisa, sobretudo com a validação de tecnologias em Mato Grosso. Jornalista: Gabriel Faria (mtb 15624/MG JP) Embrapa Agrossilvipastoril