Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer comercializa alevinos de qualidade pelo menor preço

Empaer comercializa alevinos de qualidade pelo menor preço
Rosana Persona (jornalista da Empaer)

A | A
A Estação de Piscicultura e Suinocultura da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), localizada no município de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao Sul de Cuiabá), comercializa todas às sextas-feiras, alevinos de tambacu e tambatinga para recria e engorda. O chefe da estação, Antônio Claudino da Silva Filho, fala que são vendidos alevinos medindo de três a cinco centímetros, cinco a oito e oito a dez centímetros. A venda será realizada até o mês de maio. Considerado os melhores preços da praça, os alevinos são vendidos conforme o tamanho, por R$ 230,00 a R$ 330,00 o milheiro. Segundo o chefe da estação, o tambacu é um dos peixes mais importantes da piscicultura nacional. Seu desempenho é superior e apresenta menores índices de gordura quando comparado às espécies tambaqui e pacu, das quais descende. Ele explica que a tambatinga é o cruzamento da fêmea do tambaqui da Amazônia com o macho pirapitinga da Bacia do Araguaia. Ele descreve que as matrizes são de qualidade e na Estação da Empaer, os alevinos são isentos da doença Lernia (Lernaea cyprinacea), um ectoparasita ou parasita externo de peixe que fixa na musculatura e causa lesões, aparecimento de infecções secundárias, mortalidade, redução da taxa de crescimento e reprodução em peixes adultos. Segundo ele, deve-se tomar um cuidado especial na aquisição de matrizes e alevinos, que normalmente são a porta de entrada da infestação na criação. De acordo com Antônio, a empresa comercializa alevinos de qualidade e na entrega os compradores recebem orientações desde os cuidados com a soltura nos tanques ou represas até o abate. Filho informa que é importante o momento da soltura do peixe na água, verificando a temperatura para aclimatização dos alevinos, ajustando as mudanças com cuidado. “Tenho percebido que alguns produtores que iniciaram com a atividade como apenas um experimento e lazer, sem intenção de comercializar, hoje estão se tornando profissionais e fazendo do aprendizado um negócio rentável”, destaca. A previsão da empresa é comercializar 800 mil alevinos para recria e engorda até o mês de maio. Conforme o chefe da Estação, a piscicultura é uma importante cadeia produtiva e a Empaer prioriza os agricultores familiares, oferecendo alevinos de qualidade e com preços acessíveis. O comprador pode fazer a reserva dos alevinos e acima de cinco mil exemplares pode escolher o dia para retirada. Mais informações (65) 99973-5421/99606 0281.