Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer e Ação Verde vão produzir 140 mil mudas nativas para plantio nas margens do rio Cuiaba

Empaer e Ação Verde vão produzir 140 mil mudas nativas para plantio nas margens do rio Cuiaba
Rosana Persona ( jornalista da Empaer)

A | A
Com a finalidade de recuperar áreas degradadas e matas ciliares s margens do Rio Cuiabá, a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) em parceria com o Instituto Ação Verde vão produzir este ano mais de 140 mil mudas de espécies nativas. O viveiro de mudas da Empaer fica localizado no município de Várzea Grande, numa área de 18 mil metros quadrados e são cultivadas mais de 60 espécies de diferentes plantas. O coordenador do viveiro, Antônio Rocha Vital, fala que neste começo de ano já produziram 80 mil mudas que estão prontas para o plantio. As espécies mais cultivadas são ipê (roxo, amarelo, rosa e branco), aroeira, gonçaleiro, jacarandá, buriti e outras. O trabalho não restringe somente a produção de mudas e sim orientação sobre os cuidados com o meio rural preservando a mata ciliar, os cuidados na produção e escolha correta da muda ou semente, preparo da terra, plantio, irrigação e evolução da planta, ou seja, é oferecido um serviço de assistência técnica para produção de mudas. A engenheira ambiental do Instituto Ação Verde, Ariane Bez Birolo, fala que o objetivo principal dessa parceria é a recuperação dos principais rios do estado e seus afluentes. Ela explica que a doação de mudas é feita após uma vistoria dos técnicos na área conferindo a necessidade e a quantidade de mudas nativas para o plantio. No município de Santo Antônio de Leverger, na Comunidade Barranco Alto, estão sendo plantadas mudas para recuperação das matas e das Áreas de Proteção Permanente (APP). O técnico-agropecuário da Empaer e responsável pela multiplicação das mudas, Roberto Arcanjo, fala que o plantio de semente acontece o ano todo e que para produzir mudas é necessário ter alguns cuidados, como a escolha correta da semente. Segundo Arcanjo, as mudas mais procuradas pelos produtores rurais e ribeirinhos são ipês e cerejeira.