Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer e prefeitura de Nova Mutum discutem parceria em benefício do produtor rural

Empaer e prefeitura de Nova Mutum discutem parceria em benefício do produtor rural
Rosana Persona (Jornalista/Empaer) - Márcio Hude (Assessoria Prefeitura Municipal)

A | A
O presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Enock Alves dos Santos, esteve reunido na última terça-feira (03.05), com o prefeito de Nova Mutum (264 km ao Norte de Cuiabá), Lírio Lautenschlager, para discutir a viabilização de uma central de abastecimento de produtos hortifrutigranjeiros no município e assinatura de um termo de cooperação técnica entre a prefeitura e Empaer para atender os produtores rurais prestando assistência técnica e extensão rural. A Empaer possui 133 escritórios no Estado de Mato Grosso e apenas 55 convênios ou termos de cooperação técnica estabelecidos com as prefeituras. Conforme Enock, o objetivo é ampliar para no mínimo 70 convênios, ainda no primeiro semestre, disponibilizando os serviços de Ater, pesquisa e fomento aos agricultores familiares, por meio da operacionalização de nove escritórios regionais, dois centros de pesquisa, seis campos experimentais, quatro viveiros de produção e um núcleo de laboratórios. Segundo Enock, a empresa tem apenas 375 funcionários, para atender 140 mil produtores rurais por ano. Considera esse número insuficiente para atender a demanda. “O respaldo do município é importante seja na parte financeira ou serviços. Nosso papel é oferecer aos agricultores assistência técnica e extensão rural, com orientações sobre a legislação ambiental e preservação do meio ambiente”, destaca Alves. De acordo com Lírio, os pequenos produtores e chacareiros, que são à base da agricultura familiar de Nova Mutum, enfrentam dificuldades para colocar seus produtos no mercado. Uma central de abastecimento reuniria esses produtores, que teriam condições de trabalharem focados na demanda, explicou. Lírio destacou, ainda, que uma parceria com a Empaer é importante para viabilizar a assistência técnica necessária, além de facilitar o acesso ao crédito para investimentos. Outro assunto foi a possibilidade da secretaria municipal de Agricultura e Meio Ambiente, dividir o espaço no prédio da Empaer. Uma nova reunião para definir detalhes deve ser realizada nos próximos dias.