Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer mostra tecnologia para pequeno produtor em Encontro Técnico em Cáceres

Empaer mostra tecnologia para pequeno produtor em Encontro Técnico em Cáceres
Rosana Persona (jornalista da Empaer)

A | A
A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) realiza no dia 5 de agosto, um Encontro Técnico sobre as culturas do feijoeiro-comum, bananeira e alimentos biofortificados. O evento começa a partir das 08h, no Centro Regional de Pesquisa e Transferência de Tecnologia da Empaer, no município de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá). Serão apresentadas novas tecnologias e serviços voltados para a agricultura familiar com demonstração em unidades de produção. Durante o Encontro, os participantes vão conhecer três estações. Na primeira, a pesquisadora da Empaer, Marilene de Moura Alves, e o engenheiro agrônomo Wellington Procópio vão falar sobre a importância dos alimentos biofortificados e aumento dos teores de ferro, zinco e vitamina A na dieta da população carente. E também enriquecer alimentos que já fazem parte da dieta da população para que esta possa ter acesso a produtos mais nutritivos. O melhoramento de feijão e cultivares de feijoeiro-comum serão apresentados na segunda estação, com o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Helton Santos Pereira, doutor em Genética e Melhoramento de Plantas e o pesquisador da Empaer, Valter Martins de Almeida. As ações de pesquisa e desenvolvimento vão mostrar cultivares mais produtivas que serão repassadas para os produtores. A terceira e última estação vai indicar os genótipos de bananeira e plantio adensado de plátano (banana tipo terra), pelo pesquisador da Empaer, Humberto Carvalho Marcílio e o agente técnico da Empaer, Ciro Cercino dos Santos. O trabalho de pesquisa tem como finalidade principal selecionar cultivares ou híbridos mais produtivos e resistentes às principais doenças fúngicas como, Sigatoka Amarela, Sigatoka Negra e Mal do Panamá, e apoiar o processo de desenvolvimento da bananicultura de subsistência e comercial. O evento tem como público alvo a participação de produtores rurais, estudantes, técnicos, pesquisadores e outros. O encerramento está previsto para às 12h.