Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer participa de audiência pública para promover agricultura familiar em Mato Grosso.

Empaer participa de audiência pública para promover agricultura familiar em Mato Grosso.
Sônia Maria Durval Trindade (Unicom/EMPAER-MT)

A | A
O presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Layr Mota da Silva, juntamente com sua equipe técnica, participou do debate sobre assistência técnica, organização da produção e comercialização dos produtos da agricultura familiar, realizada no dia 18 de maio, na Assembleia Legislativa. Estavam presentes também representantes de diversas instituições responsáveis por implementar a atividade. O objetivo foi discutir investimentos e atividades dos programas governamentais, tendo em vista a necessidade de profissionalização da produção para fortalecer a venda. O deputado requerente da audiência pública, Valdir Barranco, explicou que “é de fundamental importância organizar a produção e construir instrumentos para fortalecer a comercialização dos produtos de agricultura familiar em Mato Grosso”. Na audiência pública destacaram a importância debater agricultura familiar. O Estado conta hoje com cerca de 130 mil famílias cuja principal fonte de renda e de sustento é a agricultura familiar. Todavia, o mercado ainda não é suficientemente explorado: atualmente, cerca de 80% das vendas de pequenos produtores em Mato Grosso são provenientes de outros estados. Portanto, não basta plantar e colher, há demanda de investimentos em estrutura física e de escoamento para se vender. Layr Mota da Silva, afirma estar insatisfeito com o investimentos federais e estaduais das gestões anteriores. Segundo ele, nos últimos dois anos a Empaer teve muitos avanços. “Nós conseguimos aumentar em 124% o número de projetos que foram elaborados e liberados", afirma. Ele também destacou que 70% do que é consumido localmente provém da agricultura familiar. “Se nós investirmos na agricultura familiar, podemos ser o maior produtor do país, aqui nós temos água, temos terra, e temos pessoas com vontade de trabalhar". Participaram da audiência pública, além das instituições já mencionadas, representantes do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária de Mato Grosso (Incra/MT), da Central de Abastecimento de Mato Grosso (Ceasa), do Instituto de Pesquisa da Amazônia (Ipam), da Secretaria Especial de Desenvolvimento Agrário e da Agricultura Familiar, da Superintendência Regional em Mato Grosso da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Federação dos Trabalhadores na Agricultura em Mato Grosso (Fetagri/MT), da Secretaria Municipal de Agricultura de Cuiabá, da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária de Mato Grosso, da Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz/MT) e de municípios do Interior.