Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer realiza curso de capacitação para novos concursados em Chapada dos Guimarães

Empaer realiza curso de capacitação para novos concursados em Chapada dos Guimarães
Chrystiane da Conceição (Assessoria/Empaer)

A | A
A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), começou nesta última terça-feira (25.11), na Pousada Laura Vicuña, em Chapada dos Guimarães, o curso de Metodologias de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e Planejamento Participativo para os novos concursados. Cerca de 160 participantes entre concursados, coordenadores regionais e equipe organizadora que ficarão por 10 dias, até o dia 05 de dezembro, totalmente entregues para conhecer e entender a dinâmica de funcionamento da Empaer em todo o estado. “Todos nós, concursados da antiga, passamos pelo que chamamos de pré-serviço, que são 60 dias exclusivos de curso pra quem está entrando na empresa. A intenção é em 10 dias, fazer um resumo e alinhamento de informações para que os novos concursados comecem a trabalhar”, ressaltou o coordenador de ATER, Carlos Antônio Branco Lopes, o Carlão. A coordenadora dos projetos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em Mato Grosso, Denise Maria Ávila Gutterres, ressaltou que o objetivo é promover a capacitação dos técnicos e a integração das habilidades e talentos. “A intenção é apresentar a empresa para os novos servidores e promover o nivelamento das informações mínimas pra eles poderem desenvolver suas atividades. A grande maioria é do interior, são 126 técnicos recém contratados, 9 regionais, e equipes técnicas da Coater e Copesq, onde a primeira semana é voltada aos instrumentos pra desenvolver os trabalhos sobre a empresa, na segunda semana os grupos vão ficar separados, em uma sala a equipe da ATER e em outra a equipe da Pesquisa e cada grupo irá receber as informações mínimas para execução dos seus trabalhos”, afirmou Denise. Segundo o presidente da Empaer, Valdizete Martins Nogueira, vale ressaltar a importância das parcerias: “Para realizar este evento, contamos com o apoio da Prefeitura Municipal (prefeito e câmara de vereadores), onde nós negociamos sobre a estrutura e alimentação (Pousada), o governo do Estado que disponibiliza toda a estrutura da Empaer de pessoal e logística e o Governo Federal (através do MDA) com a disponibilidade de recursos”, destacou Valdizete. A engenheira florestal Jorcelina Ferreira da Conceição, lotada em Vila Rica, região de São Félix do Araguaia, falou sobre a sua expectativa de trabalho na Empaer: “Minha expectativa é trabalhar com a agricultura familiar, num componente mais voltado na área de preservação ambiental e sustentabilidade. Existem algumas tecnologias sociais e de preservação que dá para ampliar a renda do agricultor além da melhoria de vida desse agricultor, pois hoje, o município de Vila Rica por exemplo, está na lista dos municípios críticos, com alto índice de desmatamento, então, eu vejo que nós com o trabalho da extensão rural, é algo importante para ajudar a recuperar esses passivos com a produção familiar e pra isso, nós já começamos um trabalho de divulgação das novas regras do código ambiental”, analisou.