Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer realiza curso de piscicultura para agricultores em São Felix do Araguaia

Empaer realiza curso de piscicultura para agricultores em São Felix do Araguaia
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
O curso de Piscicultura para agricultores familiares foi realizado no município de São Félix do Araguaia (1.200 km a nordeste de Cuiabá), com o objetivo de auxiliar no cultivo e na produção de peixe. O curso aconteceu no laboratório de produção de alevinagem da Associação dos Produtores Rurais, localizada no Assentamento Rural Mãe Maria. O assunto de destaque foi a reprodução de alevinos e cruzamento de algumas espécies. Durante o curso, foram abordados o trabalho de desova dos peixes e reprodução, construção correta dos viveiros, a qualidade da água, como alimentar os peixes sem desperdícios, espécies para cultivo, doenças nos animais e comercialização. Também foram repassadas informações sobre legislação ambiental, despesca e transporte dos peixes entre outros temas. O engenheiro de pesca da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Enock Alves dos Santos, fala que a piscicultura pode render até 25% de lucro para os produtores rurais, mas é necessário receber orientações técnicas para começar na atividade. Ele destaca que vários fatores são importantes para o crescimento e sucesso da atividade, bem como: manejo, alimentação e nutrição de peixes, qualidade e oxigênio da água, temperatura, densidade por metro quadrado, controle no cultivo de alevinos e outros. De acordo com Enock, o Estado de Mato Grosso tem uma produção de 50 mil toneladas de peixes por ano, cultivados em tanques, e que a implantação de um projeto de piscicultura na propriedade rural pode levar até oito meses. “Nosso clima é muito bom para o cultivo de peixe e em menos de um ano está pronto para o abate”, enfatiza. Os produtores de São Félix já possuem uma estrutura para reprodução e estão se especializando na criação comercial de alevinos. O extensionista social e supervisor do escritório local da Empaer no município de Alto da Boa vista, Mário Cezar Barboza, acrescenta que a finalidade do curso foi reproduzir alevinos para comercializar nos municípios vizinhos. “Essa foi a primeira tentativa e com certeza, em breve, a Associação estará vendendo para os piscicultores da região”, enfatiza. O curso contou com a participação de 15 agricultores familiares e foi realizado dos dias 22 a 25 de fevereiro.