Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer realiza neste sábado visita técnica em produção de hortaliças

Empaer realiza neste sábado visita técnica em produção de hortaliças
Rosana Persona (Empaer-MT)

A | A
Será realizada neste sábado (26.08), a partir das 09h, uma visita técnica em uma propriedade rural na localidade do Rio Bandeira, no município de Cuiabá. O objetivo é apresentar o cultivo de hortaliças no sistema hidropônico, em que as plantas se desenvolvem sem a utilização de solo, sendo alimentadas por água e uma solução nutritiva. O biólogo da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Nesvaldo Bento de Oliveira, responsável pelas orientações do cultivo em sistema protegido, vai apresentar a potencialidade da tecnologia que causa menor impacto ambiental e demonstrar a viabilidade econômica do uso da hidroponia na produção de hortaliças. Os produtores rurais Werner Luiz Reuter e Marcos André Podolan vão esclarecer sobre a viabilidade econômica do cultivo, apresentar as instalações e a produção de alface (crespa, roxa e americana), rúcula e couve manteiga. Em menos de dois anos de atividade, os produtores estão colhendo por dia, mais de 40 dúzias de folhosos que são comercializados na região metropolitana de Cuiabá. Nesvaldo explica que o cultivo pode ser implantado em pequenas propriedades agrícolas, sítios, chácaras e em terrenos localizados nos centros urbanos. Esse sistema garante o cultivo o ano todo, mantendo a qualidade das folhas, mesmo no período das chuvas e permite o consumo com menos resíduo de agrotóxico na planta. “A modernização na produção de hortaliças vem passando por transformações necessárias para melhorar a rentabilidade e competitividade. Tem exigido dos agricultores a utilização de tecnologias para melhorar a eficiência produtiva do sistema e aumentar a competitividade dos produtos”, esclarece. Ele cita algumas vantagens, como a produção de verduras fora de época, o que reduz riscos de adversidades climáticas, evita a rotação de cultura, permite alta produtividade, mão de obra especializada, e menos funcionários para a realização do serviço, além de retorno econômico ao produtor rural. De acordo com Oliveira, o sucesso do cultivo de alface em hidroponia depende da escolha correta das cultivares, levando em consideração o tipo mais aceito pelo mercado consumidor, bem como a capacidade de adaptação às condições locais de clima, produtividade, qualidade, manejo da cultura, ciclo e resistência a doenças e pragas. “Essa técnica utiliza água e sais minerais para o desenvolvimento de plantas em ambientes protegidos”, destaca Oliveira. Com 19 anos de experiência na área, Nesvaldo de Oliveira ressalta que foram implantadas mais de 50 hidroponias no estado de Mato Grosso. Somente na Baixada Cuiabana, existem 14 estufas produzindo alface (americana, crespa, roxa), couve manteiga, agrião, rúcula, cheiro verde, e outros. Mais informações pelo telefone (65) 99951-8954.