Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer realiza rodada técnica neste sábado na comunidade formigueiro em VG

Empaer realiza rodada técnica neste sábado na comunidade formigueiro em VG
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) realizam na comunidade Formigueiro, no município de Várzea Grande, a rodada técnica para apresentar a utilização da cana de açúcar e uréia na alimentação de bovinos, coleta e vantagens da análise de solo e palestra sobre crédito rural. O evento acontece no dia sábado (07.07), a partir das 8 horas, na chácara Nhá Lulu, do produtor rural, Ruberley José de Barros. A rodada conta com a participação da engenheira agrônoma Renilce de Magalhães Costa que vai abordar sobre análise do solo, considerado o primeiro passo para detectar possíveis problemas nutricionais, identificando a fertilidade e potencialidade da terra. Ela explica que, conforme os resultados das análises, serão calculados as quantidades de calcário e adubo, garantindo maior produtividade e lucratividade. Será demonstrada na prática a forma correta de coletar a terra do solo para ser encaminhada para análise no laboratório da Empaer. O zootecnista, Antônio Rômulo Fava, esclarece que a cana de açúcar é um alimento energético com alto teor de sacarose, com boa palatabilidade para o animal, dando resposta mais rápida na produção de leite e carne. No período da seca, conforme o zootecnista, em um hectare de cana de açúcar com solo adubado produz em média de 80 a 120 toneladas de massa verde. Numa área de 18 hectares, com um plantel de 30 vacas da raça Gersey, o produtor Ruberley, prepara-se para utilizar a cana de açúcar como suplemento volumoso para garantir produção no período da seca (junho a outubro), onde as pastagens apresentam baixa concentração de proteína e alto teor de fibra. Segundo Antônio, a maneira mais econômica para o produtor aumentar a proteína é triturar a cana de açúcar e adicionar uréia. A rodada técnica conta com a participação do representante do Banco da Amazônia (Basa), William Lopes, que vai esclarecer dúvidas dos produtores rurais com relação ao crédito rural e acesso a recursos para financiamento da produção. Renilce destaca que a expectativa é contar com a participação de aproximadamente 50 produtores rurais. O encerramento do evento está previsto para as 12 horas.