Pular para o conteúdo
Voltar

Empaer realiza semanalmente cotação agrícola de 40 produtos em Mato Grosso

Empaer realiza semanalmente cotação agrícola de 40 produtos em Mato Grosso
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Nesta semana a média do preço da arroba do boi gordo foi cotada a R$ 83,46; a farinha de mandioca R$ 86,34; o saco de 45 quilos; leite tipo C está sendo comercializado a R$ 0,56 o litro e o feijão carioca a R$ 91,25, saco/ 60 kg. Para acompanhar a queda e alta dos preços, técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), realizam semanalmente a cotação agrícola de 40 produtos, coletados em nove regiões do Estado. A cotação agrícola é realizada há mais de duas décadas em parceria com os produtores rurais, cooperativas e empresas agropecuárias, informando a oscilação dos preços no Estado. A fim de orientar os pecuaristas no momento de comprar e vender seus produtos, a pesquisadora da Empaer e doutora em Solos e Nutrição de Plantas, Dolorice Moreti, fez uma análise dos preços médios dos produtos mais cotados, referente ao período de 1998 a 2010. Foi montado um gráfico relativo a cada ano, ressaltando a variação dos meses de menor e maior preço. Ela explica que o preço do bezerro desmamado apresenta oscilação nos meses de junho a setembro (maior cotação). Em 2008, ocorreu um aumento de preços nos meses de junho a setembro seguido de queda brusca em outubro. “Essa análise mostra uma situação atípica, comparando-se aos outros anos”, explica Dolorice. Segundo a pesquisadora, fazendo a análise dos dados foi constatado que o preço do bezerro, arroba da vaca gorda e da vaca magra tem acompanhado o valor da arroba do boi gordo, portanto, verifica-se uma semelhança nos gráficos do período analisado, observando-se que os picos e quedas ocorrem geralmente nos mesmos períodos. “A cotação agrícola promove a tomada de preços para facilitar o acesso dos produtores rurais que ganham com essa decisão, pesquisando para fazer um bom negócio, com preço justo”, destaca a pesquisadora. O engenheiro agrônomo da Empaer, Luiz Carlos Guerra Victorino, responsável pela tabulação dos dados, esclarece que são coletadas informações nos municípios de Alta Floresta, Barra do Bugres, Barra do Garças, Cáceres, Cuiabá, Juína, Rondonópolis, Sinop e São Félix do Araguaia. O levantamento de preços apresenta a média da região, enfocando o menor e o maior preço praticado durante a semana no Estado. Os dados da cotação agrícola são renovados toda quinta-feira, permanecendo num período de sete dias. Conforme Luiz Carlos, a cotação é muito procurada para solicitação do preço da arroba do boi gordo (à vista, c/25 dias) e a cabeça do boi magro, vaca de cria e leite, vaca gorda e vaca magra e outros. “A cotação agrícola é mais uma ferramenta que está à disposição do produtor rural”, destaca. A cotação possibilita aos interessados verificarem preços dos mais variados itens, tais como: algodão, soja, milho, café, cana-de-açúcar, borracha, arroz, banana (terra, nanica, nanicão), mandioca, boi gordo, leite, frango, ovos, peixes, suínos e outros. As informações estão à disposição na página da Empaer – www.empaer.mt.gov.br