Pular para o conteúdo
Voltar

Estudantes comemoram Dia da Árvore com caminhada e doação de mudas para moradores

Estudantes comemoram Dia da Árvore com caminhada e doação de mudas para moradores
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Em comemoração ao Dia da Árvore foi realizado na última sexta-feira (21/09), na Escola Estadual Miguel Baracat, em parceria com o Lions Clube Flor do Cerrado, em Várzea Grande, uma caminhada ecológica e distribuição de mudas de espécies nativas doadas pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). Com a participação de 370 alunos, percorreram as ruas do bairro Pirinéu, com faixas de conscientização sobre o resíduo do lixo, cuidados e preservação com o meio ambiente. A professora e idealizadora da caminhada, Fátima Sales, fala que objetivo da ação é preparar os alunos com idade de 6 a 14 anos, a compreenderem que o planeta é a nossa casa e, portanto, é necessário preservá-lo. A diretora da escola, Vilma Xavier Meira, comenta que a caminhada foi realizada para conscientizar os alunos e também moradores sobre os cuidados e a preservação do bairro, principalmente com a limpeza das ruas e plantio de árvores frutíferas ou nativas. Durante a caminhada, o aluno do 9º ano, Paulo Sérgio Almeida, entregou mais de 50 mudas de plantas nativas para os moradores do bairro. Ele destaca a importância do reflorestamento e acredita que está fazendo a sua parte ajudando a preservar. A estudante da 8ª série, Tanieli Soares, esclarece que a caminhada é um momento para conscientizar a comunidade a realizar mudanças e melhorar a arborização com o plantio de árvores. O professor Anderson Rozzini comenta que os alunos apresentaram nas ruas o que aprenderam na sala de aula, mostrando faixas e adereços sobre reciclagem, desmatamento, queimadas, poluição nos rios e entregando mensagens reflexivas sobre o meio ambiente. A estudante do 9º ano, Tainá de Oliveira Costa Duarte, salienta que realizaram uma ação importante em que todos devem participar em respeito a natureza e ao homem. O coordenador do Viveiro de Mudas da Empaer, Antônio Rocha Vital, explica que são multiplicadas 66 espécies diferentes de plantas. As espécies mais produzidas são jatobá, cumbaru, ipê (roxo, amarelo, rosa e branco), angico, tarumã, bordão de velho, dama da noite, mogno, goiaba, caju e outras. Conforme Vital, o trabalho não restringe somente a produção de mudas e sim orientação sobre os cuidados com o meio rural preservando a mata ciliar, os cuidados na produção de mudas, escolha correta da muda ou semente, preparo da terra, plantio, irrigação e evolução da planta. As orientações são repassadas aos produtores rurais, alunos das escolas públicas e privadas.