Pular para o conteúdo
Voltar

Extensionista da Empaer participa de reunião da Academia Brasileira de Extensão Rural

Extensionista da Empaer participa de reunião da Academia Brasileira de Extensão Rural
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Representantes da Academia Brasileira de Extensão Rural (Aber) estiveram reunidos em Florianópolis, nos dias 26 a 29 de outubro, participando da reunião ordinária e do 5º Congresso Nacional dos Trabalhadores da Assistência Técnica e Extensão Rural (Confaser). Na abertura do evento, o presidente da Asbraer, José Silva Soares reconhece o papel fundamental do Governo Federal na liderança Nacional de Ater, no aumento de recursos, saindo de 2% para 10% do orçamento da Ater brasileira. Segundo Silva, os Estados é quem bancam hoje o serviço de Ater. Ele espera que o Governo Federal aumente para 35% o orçamento. “A sustentabilidade da extensão passa pela profissionalização da gestão das entidades de Ater, com a utilização de ferramentas modernas de gestão, utilização de metodologias participativas, onde os agricultores e suas organizações participem da construção, operacionalização e avaliação do nosso serviço por profissionais preparados para atuar em estruturas de rede de ação extensionista”, afirmou José Silva. O extensionista da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural e membro da academia, Gabriel Miranda dos Anjos relata que durante os quatro dias, discutiram o relatório de atividade referente ao período de 2007/2009, revisão estatutária, eleição da diretoria e outros assuntos. Tomou posse o novo presidente da Aber o engenheiro agrônomo, Hur Bem da Silva, coordenador do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater), da Secretaria de Agricultura Familiar (SAF) do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Gabriel, assume como titular o conselho fiscal . “O principal objetivo da Academia é desenvolver programas em universo da ciência, cultura, edição de biografias, promoção de seminários e conferências em temas e áreas relacionadas à Extensão Rural; reportar a abrangência de atuação dos extensionistas rurais e seu papel na implantação das políticas para o desenvolvimento sustentável; produzir e disponibilizar para as Associadas assuntos sobre mudanças de realidade, novas leis e legislação sobre Extensão ou agricultura familiar; elaborar, editar, publicar e distribuir revistas, livros, artigos, cartilhas, vídeo e afins”, esclarece Gabriel.