Pular para o conteúdo
Voltar

Feira da Agricultura Familiar começa a funcionar na Central de Comercialização em Várzea Grande

Feira da Agricultura Familiar começa a funcionar na Central de Comercialização em Várzea Grande
Cristiane Celina (Assessoria/Empaer)

A | A
A Feira da Agricultura Familiar, aberta em 8 de fevereiro, está estimulando a produção, comercialização, distribuição e colocação de produtos e serviços de apoio às atividades no atacado e varejo de frutas, verduras e legumes. Segundo o gestor de programas e projetos da Central de Comercialização da Sedraf, Josué Miknow, a feira, por enquanto, acontece somente aos sábados e domingos na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (CAAF), que fica no Residencial José Carlos Guimarães, na avenida Mário Andreazza, em Várzea Grande. “A intenção é unir os produtores da baixada cuiabana e tornar a feira permanente. Para isso, iremos avaliar os resultados num prazo de 60 dias para depois definirmos como irá continuar funcionando”, explicou Josué. Três cooperativas formalizadas que também atendem ao Programa da Alimentação Escolar (PNAE) fornecem os produtos: Cooperangi (Cooperativa dos Pequenos Agricultores do Assentamento Agroana-Girau); Comprup (Cooperativa Mista de Produtores Rurais de Poconé) e Coopergrande (Cooperativa de Agricultores de Várzea Grande). “Futuramente a Central de Comercialização irá formar a Central de Cooperativas com foco na comercialização, pois as cooperativas singulares, que têm os produtores cooperados, trabalham com foco na produção”, ressaltou Josué. A construção da Central de Comercialização foi uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), apoio técnico da Empresa de Assistência e Extensão Rural (Empaer) com recurso do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Catorze municípios integram o Território da Cidadania da Baixada Cuiabana, sendo eles Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Campo Verde, Jangada, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Poconé, Rosário Oeste, Santo Antônio de Leverger e Várzea Grande. A CAAF deverá beneficiar mais de 21 mil famílias do Vale do Rio Cuiabá.