Pular para o conteúdo
Voltar

Festival do Caju prossegue até domingo

Festival do Caju prossegue até domingo
Cristiane Celina (Assessoria/Empaer)

A | A
Prossegue até este domingo (20) o 11º Festival do Caju, o Cascaju, organizado pela Associação de Moradores e Produtores Rurais do Rio da Casca (AMPRRC) que começou na terça-feira, dia 15. O festival está sendo realizado na comunidade de Rio da Casca, a 45 km do município de Chapada dos Guimarães), em parceria com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Secretaria Municipal de Agricultura e Escola Municipal do Rio da Casca. O Cascaju tem o objetivo de divulgar e fomentar o desenvolvimento da comunidade e envolve os moradores na organização de comércio de produtos regionais derivados do caju, artesanato, bailes, comidas típicas e bingo, para arrecadar recursos destinados à melhoria da estrutura da associação e em prol da própria comunidade. “A arrecadação da festa deste ano, vai ser para construirmos a cozinha da associação”, afirmou Ana Carla Santos Marques, que há quatro meses assumiu a presidência da AMPRRC. No primeiro dia do festival, a pedido da comunidade local, foram proferidas duas palestras: uma sobre “A cultura do cajueiro”, pelo técnico agropecuário e biólogo da Empaer Amarildo Sampaio Anchieta e outra sobre “Criação de galinha caipira”, pela médica veterinária da Secretaria Municipal de Agricultura de Chapada dos Guimarães, Laura Maria da Silva. “Nossa intenção sempre foi trabalhar com aquilo que a comunidade quer fazer”, ressaltou o coordenador regional da Empaer de Cuiabá, Vico Capistrano de Alencar. Segundo o pesquisador da Empaer, Carlos Milhomem de Abreu, a maior parte da nossa alimentação ainda é oriunda do campo. “Podemos perceber que a comunidade é tipicamente agrícola, casas espalhadas com grandes quintais e nós temos um projeto de revitalização do caju na Baixada Cuiabana, que inclui a comunidade do Rio da Casca. Nós acreditamos no caju, na festa do caju e por isso a Empaer está aqui”, ressaltou Milhomem. Ao final da abertura do 11º Festival do caju, também foi feita a premiação dos alunos da Escola Municipal do Rio da Casca, que concorreram nos quesitos: desenho, redação e poesia, bem como homenagem especial aos professores pelo seu dia. “Quando a professora deu o tema em sala de aula, eu já comecei logo a fazer, dizendo o quanto eu gosto de morar aqui, e o quanto a festa do caju ajuda toda a nossa comunidade”, disse Carlos Manoel Santos da Silva aluno da 4ª série, de 9 anos que conquistou o 1º lugar no concurso de redação.