Pular para o conteúdo
Voltar

Floricultura como opção econômica para Mato Grosso é tema de palestra na UFMT

Floricultura como opção econômica para Mato Grosso é tema de palestra na UFMT
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
A pesquisadora da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Eliane Maria Forte Daltro, proferiu palestra sobre “Floricultura: uma nova opção econômica para Mato Grosso”, para os alunos do curso de mestrado em Agronegócio e Desenvolvimento Regional da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O evento foi realizado no auditório do curso de economia na universidade. Segundo Eliane Daltro, o enfoque principal foi despertar nos alunos uma nova oportunidade de negócio, que está expandindo mundialmente com o desenvolvimento de novos pólos de produção em regiões com condições climáticas mais adequadas e disponibilidade de mão de obra, como é o caso de países da America do Sul, Colômbia, Equador e também do Nordeste brasileiro. Conforme a pesquisadora, neste contexto, Mato Grosso apresenta potencial na produção de flores em médio prazo, desde que haja investimentos na área e articulação entre todos os elos da cadeia produtiva. Desde 2009, são desenvolvidas pesquisas com flores tropicais no Campo Experimental da Empaer, no município de Acorizal (62 km ao Norte de Cuiabá). Considerado pioneiro no Estado, o projeto estuda a viabilidade produtiva das espécies: strelitzia, helicônias, bastão do imperador, alpinia e antúrio. Plantas destinadas principalmente para arranjos florais e paisagismo. Eliane declara que a literatura existente enfatiza que para cultivar strelitzia é necessário ter um clima ameno e baixa altitude. E a pesquisa está indicando o contrário, mesmo com altas temperaturas em nossa região. “Hoje, a floricultura já é vista como uma nova alternativa de geração de emprego e renda no agronegócio brasileiro para muitas regiões com elevada concentração de pobreza rural e carente de atividades dinamizadoras da economia local. O objetivo da palestra é incentivar os alunos a desenvolverem pesquisas nesse a área de floricultura”, destaca Eliane. O coordenador do mestrado em Agronegócio e Desenvolvimento Regional da UFMT, Carlos Magno Mendes, comenta que o ciclo de palestras realizado pelos pesquisadores da Empaer, enfocando as tecnologias executadas no Estado tem como finalidade suscitar nos alunos de pós-graduação o interesse no desenvolvimento de projetos nas diversas áreas apresentadas.