Pular para o conteúdo
Voltar

Índios Bakairi realizam colheita de arroz em Nobres

Índios Bakairi realizam colheita de arroz em Nobres
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Aproximadamente 40 famílias da comunidade indígena da tribo Bakairi, das Aldeias Santana e Nova Canaã, localizadas no município de Nobres (146 km a Médio-Norte de Cuiabá), realizaram a colheita de 42,5 mil quilos de arroz de terras altas, numa área de 20 hectares. O projeto pioneiro é executado pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) que disponibilizaram uma tonelada de sementes de arroz para o cultivo da variedade BRS Sertaneja. Para garantir o plantio da próxima safra, a comunidade reservou 3.400 quilos de sementes de arroz que será plantada no mês de dezembro. O supervisor da Empaer, Amarildo Sampaio Anchieta, comenta que a maior parte da produção foi dividida para o consumo das famílias e o excedente será comercializado na cidade. Ele destaca que a produtividade foi de 1.934 quilos de arroz por hectare e a colheita foi realizada com a ajuda dos produtores rurais que cederam os implementos agrícolas. O trabalho de assistência técnica e extensão rural diferenciado conta com a parceria do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Para o plantio foi realizado a análise do solo nas aldeias e aplicação de 60 toneladas de calcário, doados pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf). O cacique da tribo Bakairi, Arnaldo da Silva, está satisfeito com o plantio e pretende nesta safra ampliar o cultivo. O pesquisador da Empaer, Valter Martins de Almeida, fala que a comunidade recebeu semente, acompanhamento técnico e orientações sobre época de semeadura, espaçamento, controle de plantas daninhas, manejo cultural e outros. Amarildo ressalta que, além do cultivo do arroz, foi plantado na comunidade, banana da terra, mandioca, laranja e limão. “Trabalhar com índio foi um desafio e posso dizer, que conseguimos" , conclui, Anchieta.