Pular para o conteúdo
Voltar

Jovens rurais participam do primeiro curso profissionalizante de bovinocultura de leite

Jovens rurais participam do primeiro curso profissionalizante de bovinocultura de leite
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Encerra no dia 15 de dezembro, o curso profissionalizante de bovinocultura de leite direcionado para jovens rurais, no município de Araputanga (345 km a Oeste de Cuiabá). Esse é o primeiro evento realizado pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) voltado especificamente para jovens do meio rural. Com recursos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), 30 jovens com idade média de 17 a 29 anos, estão aprendendo a trabalhar e administrar a propriedade rural. A entrega do certificado aos participantes será no dia 23 de dezembro, na sede da Cooperativa Agropecuária do Noroeste de Mato Grosso (Coopnoroeste). O médico veterinário da Empaer e Articulador Estadual da Cadeia Produtiva do Leite, João Batista Vechi, ressalta que a profissionalização oferece condições ao jovem de permanecer na atividade rural com conhecimento e tecnologia. Ele lembra, que com a entrega do certificado, os participantes estarão habilitados a financiar até R$ 7 mil do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para investimento, aquisição de gado, equipamento, reforma das pastagens e outros. O curso é realizado pela Empaer, em parceria com a Coopnoroeste e Banco do Brasil. Vechi explica que o curso de profissionalização foi dividido em duas etapas, uma com 36 horas, enfocando sobre as políticas públicas, crédito rural, cooperativismo e resultados esperados. Na segunda etapa, com carga horária de 64 horas, foi abordado a alimentação do rebanho, manejo sanitário, reprodutivo, produtivo, gestão da atividade leiteira e meio ambiente. “Acho que podemos mudar o perfil do produtor rural e criar uma nova classe com tecnologia a ser aplicada na bovinocultura, olericultura e outras”, esclarece João Batista. A coordenadora estadual do “Projeto Transformar” da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), do Estado de Minas Gerais, Maria Helena Alves Silva e o extensionista, Geraldo Agostinho de Jesus, trouxeram experiências e metodologias para auxiliar o jovem rural a ter mais oportunidades no campo. O Projeto Jovem Rural em Minas Gerais já atendeu mais de cinco mil jovens e é o pioneiro no Brasil. A partir de 2010, novos cursos serão realizados no Estado de Mato Grosso. Em abril, estará acontecendo no município de Juscimeira e Terra Nova do Norte.