Pular para o conteúdo
Voltar

Mais de 400 pessoas participam do Dia Especial na comunidade Varginha em Leverger

Mais de 400 pessoas participam do Dia Especial na comunidade Varginha em Leverger
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Durante o Dia Especial da Família e lançamento do projeto de desenvolvimento econômico para cinco comunidades rurais de Santo Antônio de Leverger (34 km ao Sul de Cuiabá), o diretor técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Almir de Souza Ferro, ressaltou o trabalho que será executado para atender 500 famílias e a comemoração dos 49 anos da Empaer a “Serviço da Família Rural”. O evento foi realizado no dia sábado (14.09), na comunidade Varginha e contou com a participação de mais de 400 pessoas, entre moradores, autoridades e visitantes. Conforme Almir, esse é um projeto piloto que vai atender inicialmente as comunidades de Varginha, Bocaina, Engenho Velho, Vereda e Morrinhos priorizando ações e desejos dos produtores rurais e pescadores. Foram apresentadas oito cadeias produtivas, flores tropicais, piscicultura, turismo rural, avicultura, olericultura, apicultura, fruticultura e bovinocultura. “O trabalho dos técnicos e pesquisadores da Empaer será prestar assistência técnica e levar tecnologias apropriadas para o desenvolvimento da comunidade”, destaca Ferro. O presidente do Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário (NDRC), Carlos Moreno, fala que o objetivo do trabalho é tornar as comunidades sustentáveis e com condições financeiras para manter a família no campo com qualidade de vida e renda. Esse trabalho é uma iniciativa do Rotary em parceria com o Governo do Estado, município e empresas privadas. O presidente do Rotary, Fernando Dalmolin, fala que existem 347 NDRC no Brasil e 7.700 no mundo, com a finalidade de melhorar a vida das famílias e comunidades. A diretora de pesquisa da Empaer, Eliane Forte Daltro, participou de várias cadeias produtivas em especial das flores tropicais, um projeto pioneiro que começou em 2009, destinado principalmente para arranjos florais e paisagismo. O Estado possui excelentes características de solo, clima e localização geográfica privilegiada para o desenvolvimento de uma floricultura eficiente e competitiva. “Mato Grosso tem todas as condições para se tornar um grande produtor e exportador de excedentes de flores tropicais”, analisa Daltro. O presidente da Associação dos Moradores de Varginha, Jamil Amorim, esclarece que a ação do Rotary em parceria com vários órgãos vai beneficiar não somente as cinco comunidades, mas também a região, em torno de três mil habitantes. As famílias sempre viveram do cultivo de culturas de subsistência e da pesca. E agora vão ter a oportunidade e apoio para produzir em suas propriedades rurais. Jamil acredita que uma das ações que vai beneficiar a comunidade é a escrituração da área, beneficiando 500 moradores com o direito de posse definitivo. O Dia Especial começou às 8h30, com informações sobre as cadeias produtivas nos estandes, comercialização de produtos da comunidade, atrações artísticas e outros. Para os participantes foi oferecido um almoço. O encerramento das atividades foi às 17 horas. Aniversário Completando quase meio século no dia 15 de setembro, a Empaer é o instrumento que o governo dispõe para viabilizar e incentivar a agricultura familiar priorizando o atendimento socioeconômico, o desenvolvimento, a produção de base familiar, assegurando os serviços de assistência técnica e extensão rural (Ater). A empresa atende por ano 35 mil agricultores familiares em 94% dos municípios do Estado. A agricultura e pecuária são atividades relevantes, especialmente por constituírem a base da geração de emprego, renda e da movimentação da economia dos municípios. O Estado possui mais de 188 mil agricultores, sendo 140 mil familiares e 48 mil de médio e grande agricultor. Um estudo realizado pelos técnicos da Empaer revela que 30% dos agricultores exercem a pecuária de leite como atividade econômica, seguindo para fruticultura, olericultura, mandioca, seringueira e outras.