Pular para o conteúdo
Voltar

Mudas de bananeiras clonadas são distribuídas para 525 produtores de MT

Mudas de bananeiras clonadas são distribuídas para 525 produtores de MT
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Com o objetivo de fomentar a cultura da bananeira no Estado de Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec/MT) e a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), em parceria com sete prefeituras municipais, adquiriram 110 mil mudas de bananeiras clonadas, produzidas in vitro, resistentes às doenças Mal do Panamá e Sigatoka negra. Unidades Tecnológicas de Banana (UTB) são implantadas na propriedade de 525 agricultores familiares em substituição a variedades suscetíveis às doenças. O diretor de Pesquisa da Empaer, Carlos Milhomem de Abreu, fala que esse é um trabalho de transferência de tecnologia com a intenção de reativar o cultivo da fruta a fim de gerar emprego e renda para os produtores. Duzentas mudas são distribuídas para cada produtor e os municípios participantes são: Jangada, Chapada dos Guimarães, Acorizal, Itiquira, São José do Povo, Santo Afonso e Tesouro. Conforme Milhomem, após um ano de pesquisa, o produtor vai devolver para a prefeitura de seu município duas mudas para cada recebida. As mudas de banana produzidas no laboratório são livres de doenças e pragas com a vantagem de produzir de 30 a 40% mais que as plantas convencionais. As variedades que serão testadas IAC 2001 (Banana Nanica), Tropical Banana (Maçã), Princesa e Japira (Prata). Segundo o diretor, os produtores vão receber também os insumos (calcário e adubo) e orientações para o preparo da área e plantio. O Estado de Mato Grosso é um tradicional produtor de banana e apresenta condições de clima e solo ideais para o desenvolvimento da bananicultura. O diretor lembra ainda que este projeto será levado para outros municípios. A área plantada de banana no Estado de Mato Grosso teve uma redução de quase 50 mil hectares, devido às doenças que devastaram os bananais. Hoje a área plantada não chega a nove mil hectares. O pesquisador lembra que no ano de 1997, a área de cultivo superava os 56 mil hectares. “Acredito que este projeto vai contribuir para diversificação da produção e permitir a sustentabilidade do mercado local”, destaca Carlos. Os agricultores familiares da região Sul do Estado já receberam as mudas de banana in vitro e orientações para cultivar nas UTB. O engenheiro agrônomo da Empaer, Christian Viriato, explica que em São José do Povo as mudas passaram dois meses nos viveiros até atingir os 60 centímetros de comprimento, consideradas prontas para o plantio. Ele relata que na primeira fase foram entregues 7.500 mudas. Em janeiro de 2011 serão entregues as mudas restantes. A produtora rural e vereadora de São José do Povo, Maria José Marques Gomes, do Assentamento João Pessoa, possui uma área de 25 hectares, cultivava banana apenas para o consumo da família. Implantou uma Unidade Tecnológica de Banana e vai acompanhar a evolução da cultura e produzir em escala comercial. Ela ressalta que tem experiência com a lavoura de banana maçã e que está introduzindo as cultivares e seguindo as orientações dos técnicos da Empaer. Na quinta-feira (16.12), os produtores rurais do município de Acorizal receberão as mudas de banana in vitro.