Pular para o conteúdo
Voltar

Nova diretoria vai intensificar pesquisa para agricultura familiar

Nova diretoria vai intensificar pesquisa para agricultura familiar
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Assume o cargo de diretora de Pesquisa da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Eliane Forte Daltro, funcionária há 30 anos da empresa, doutora em agricultura tropical, desenvolve atividades nas áreas de flores tropicais, cultura do arroz e mandioca. A solenidade de posse aconteceu nessa segunda-feira (21.01), na sede da Empaer, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá. Em substituição ao pesquisador Norival Tiago Cabral, a nova diretora vai comandar os programas, projetos de inovação, validação tecnológica e fomento agrícola nos centros de pesquisa nos municípios de Várzea Grande, Cáceres e Sinop. Nos centros experimentais de Acorizal, Rosário Oeste, Tangará da Serra, Juina, São José dos Quatro Marcos e Nossa Senhora do Livramento acompanhará a implantação de projetos e introdução de materiais genéticos em diversas áreas de produção. Segundo Eliane, a intenção é organizar, fortalecer a área da pesquisa e buscar junto as instituições estadual e federal parcerias e recursos para execução de projetos voltados para a agricultura familiar. Com experiência na área administrativa, foi coordenadora de pesquisa da Empaer durante 18 meses. “Vamos fazer uma reunião com os pesquisadores para elaborar um grande projeto que atenda as necessidades e anseios dos pequenos produtores”, destaca a diretora. Prestigiaram a transmissão de cargo, o presidente da Empaer, Valdizete Nogueira; vice-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso, João Carlos de Souza Maia; presidente do Instituto de Pesquisa de Mato Grosso, Alcides Teixeira da Silva; representante do Conselho Estadual de Educação, Helmuth Forte Daltro; superintendente Federal de Agricultura (SFA-MT), Francisco Moraes; superintendente da Escola de Governo, Luiz Monteiro da Silva; chefe de Divisão Política, Produção e Desenvolvimento Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Cleomar José da Costa; presidente do Sinterp, Gilmar Bruneto, funcionários e outros. Currículo A pesquisadora Eliane Daltro passou no concurso em 1982, realizado pela Empaer e foi designada para trabalhar no Mapa para fiscalizar os campos de produção de sementes do Estado de Mato Grosso. Ela recorda que esse trabalho começou antes da divisão do Estado e as propriedades rurais na década de 80 eram vistoriadas para verificar os padrões das sementes e combater a mistura de variedades, plantas nocivas e proibidas, silvestres e outras. A inspeção nos campos de produção sempre foi bem criteriosa com as culturas de soja, arroz, milho, algodão, forrageiras e outras. No Ministério da Agricultura trabalhou por 25 anos, foi chefe do Serviço de Defesa da Agropecuária, coordenava a inspeção e defesa animal e vegetal em todo Estado. Somente em 2007, entrou para a área de pesquisa da Empaer. “É gratificante saber que ajudei a construir o padrão de qualidade da semente de Mato Grosso, conscientizando o produtor da importância em produzir uma boa semente”, declara Daltro.