Pular para o conteúdo
Voltar

Novos funcionários da Empaer são treinados para atender assentamentos rurais

Novos funcionários da Empaer são treinados para atender assentamentos rurais
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Começou nesta terça-feira (08.12) e vai até amanhã (09.12) a oficina de preparação para atuação no Projeto de Assessoria Técnica, Social e Ambiental (Ates), no município de Alta Floresta (803 km ao Norte de Cuiabá). Os 70 funcionários recém contratados pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural (Empaer) e 38 técnicos vão atender nove mil famílias rurais em 21 municípios dos Territórios da Cidadania, Portal da Amazônia e Baixo Araguaia. O trabalho será executado em 51 Projetos de Assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O diretor de Ater em exercício, Benito França Lopes e o coordenador do Projeto Ates, Almir de Souza Ferro são os responsáveis pelo nivelamento das informações e atividades. O Governo do Estado de Mato Grosso e o Incra assinaram convênio no valor de R$ 11,4 milhões, sendo que R$ 1,1 milhão é a contrapartida que será paga com as horas técnicas dos profissionais da Empaer. O Projeto Ates será executado de 2009 a 2011. O coordenador Almir de Souza Ferro destaca que os profissionais vão conhecer a estrutura operacional da Empaer, tipos de serviços oferecidos, projetos executados e em execução das áreas da pesquisa e Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). Os 108 profissionais vão realizar a elaboração de 23 Planos de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) e 21 Planos de Recuperação do Assentamento (PRA) de 44 projetos, em 17 municípios. Durante a oficina será aplicado um exercício para verificar o perfil dos assentamentos por meio de um diagnóstico sócio-econômico e ambiental. Conforme Ferro, os novos profissionais contratados vão capacitar 5.400 agricultores assentados, farão 170 visitas de assessoramento, monitoramento e avaliação das atividades do projeto, implantação de 52 Unidades Didáticas de Segurança Alimentar e 52 Unidades Didáticas de Sustentação Econômica. Os profissionais contratados participarão de treinamento técnico também no Portal do Baixo Araguaia nos dias 10 e 11, no município de Água Boa. “Os programas Ates, PDA e PRA têm como finalidade promover a segurança alimentar e nutricional das famílias assentadas, orientando os agricultores para que trabalhem de forma sistêmica em todas as etapas da cadeia produtiva, finalizando com a comercialização dos produtos. Outro ponto forte é a orientação para os produtores no uso e na preservação da terra respeitando a legislação ambiental", esclareceu Ferro.