Pular para o conteúdo
Voltar

Participantes do Congresso de Fruticultura visitam laboratório da Empaer em Várzea Grande

Participantes do Congresso de Fruticultura visitam laboratório da Empaer em Várzea Grande
Rosana Persona ( jornalista da Empaer)

A | A
Nesta terça-feira (26.08), a partir das 8h30, pesquisadores, produtores, estudantes e participantes do XXIII Congresso Brasileiro de Fruticultura, que acontece pela primeira vez em Cuiabá, entre os dias 24 e 29 de agosto, visitam as instalações do laboratório de Cultura de Tecidos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). Para verificar a multiplicação de mudas de bananeira da variedade farta velhaco, mais conhecida como banana da terra. As mudas são produzidas in vitro e livres de doenças, pragas, resistentes a Sigatoka Negra e ao Mal do Panamá e com a vantagem de produzir até 40% a mais que as plantas convencionais. O pesquisador e coordenador do laboratório de Cultura de Tecidos, Gustavo Alves Pereira, explica que o trabalho de pesquisa é inédito no Estado de Mato Grosso e pretende apresentar resultados para o produtor rural no final de 2015. Ele destaca que métodos de propagação e produção de mudas in vitro, vem sendo desenvolvidos e aperfeiçoados para elevar a taxa de multiplicação em curto espaço de tempo e melhorar a qualidade das mudas. Conforme Gustavo, 80% dos bananais do Vale do Rio Cuiabá foram dizimados devido ao plantio de mudas propagadas pelo método tradicional (rizoma), que transmitem doenças e pragas para novas áreas. Com a micropropagação será possível obter mudas de qualidade e a introdução de variedades resistentes. O projeto de pesquisa foi aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Fundação de Amparo a Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) com a finalidade de oferecer mudas de bananeira de qualidade. Os participantes vão conhecer o processo micropropagação da cultura da bananeira e verificar in loco o trabalho de pesquisa desenvolvido pela Empaer. A visita acontece somente no período da manhã. O laboratório está localizado no município de Várzea Grande, Rua do Pintado, s/n, bairro Ponte Nova. Mais informações pelo fone (65) 3648 9271/9270.