Pular para o conteúdo
Voltar

Plano Safra prevê R$ 800 milhões para agricultura familiar em MT

Plano Safra prevê R$ 800 milhões para agricultura familiar em MT
Rosana Persona ( jornalista da Empaer)

A | A
Comemorado nesta segunda-feira (28.07), o “Dia do Agricultor” foi lembrado durante a apresentação do Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015. O plano prevê recursos na ordem de R$ 800 milhões para Mato Grosso, volume superior aos R$ 743 milhões captados na safra 2013/2014, quando o Mato Grosso respondeu por um crescimento de 45% do montante disponibilizado para a Agricultura Familiar no Brasil. O anúncio foi realizado na última sexta-feira (25.07), em Várzea Grande, pelo secretário nacional da Agricultura Familiar, Valter Bianchini, representando o ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Miguel Rosseto. Conforme Bianchini, o Plano Safra destina R$ 10,39 milhões para ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), com 2,2 mil agricultores familiares em contratos de agroecologia e para sustentabilidade na cadeia do leite. Além disso, haverá a continuidade do serviço de Ater para 6,5 mil agricultores familiares contratados na última safra, também voltado para a promoção da agricultura sustentável e para inclusão produtiva de famílias na extrema pobreza. “Podemos comemorar o Dia do Agricultor com ações e recursos voltados para produção de alimentos no Brasil”, destaca Valter Em Mato Grosso existem 86.167 estabelecimentos da agricultura familiar o que corresponde a 76% do setor agropecuário. No Estado, 86% dos agricultores familiares produzem mandioca e 72% leite. De acordo com dados do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), existem 84.282 famílias em 546 assentamentos com mais de 6 milhões de hectares. Na safra 2013/2014 foram realizados 25 mil contratos para financiamentos dos recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) no estado. O secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Luiz Carlos Alécio, declara que as prioridades do governo com a agricultura familiar são o trabalho de assistência técnica, organização da produção e o incentivo da comercialização, principalmente através do Ceasa. O presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Valdizete Martins Nogueira, enfatiza que serão chamados em breve, 100 técnicos aprovados no concurso da empresa, sendo 70 de nível médio e 30 profissionais de nível superior. O concurso ofereceu 225 vagas para atender o Estado de Mato Grosso e os outros aprovados serão chamados no próximo ano. O evento contou com a participação de autoridades do setor agropecuário e mais de 200 produtores rurais. A produtora rural Valdirene de Souza Oliveira, que comercializa os produtos na Central de Comercialização da Agricultura Familiar nos fins de semana, gostaria de vender para o mercado atacadista. Nunca financiou a produção e veio em busca de informações sobre o crédito rural do Pronaf.