Pular para o conteúdo
Voltar

Primeiro Dia de Campo sobre Piscicultura em Brasnorte

Primeiro Dia de Campo sobre Piscicultura em Brasnorte
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Foi realizado o Primeiro Dia de Campo sobre Piscicultura, no município de Brasnorte (579 km a Noroeste de Cuiabá), na Fazenda Itapiranga, do produtor rural Lorindo Burg. O evento foi organizado pela Prefeitura Municipal em parceria com a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) com o objetivo de discutir sobre manejo, doenças e comercialização. Com uma produção de mil toneladas de peixe por ano, o produtor Lorindo, proprietário de mais de 50 tanques de peixe ou 80 hectares de lâmina d’água, possui criação de pintado, tambatinga e tambacu. Lorindo esclarece que é necessário conhecer mais sobre as doenças dos peixes, que algumas doenças são fáceis de tratar, enquanto outras são letais. E adverte, que a falta de medicamento faz com que o pescado doente seja descartado. “Quero aprender com os técnicos sobre as doenças e cuidados com o pescado”, declara. Durante o Dia de Campo, os participantes receberam informações técnicas sobre mercado de peixe e a criação de pirarucu em cativeiro e conservação da espécie no seu habitat natural, controle de doenças e qualidade da ração utilizada e a construção e adubação de tanques. O engenheiro agrônomo da Empaer, Robson Vicente de Almeida Lobo, destaca que o município tem aproximadamente 40 piscicultores, 300 hectares de lâmina d’água e uma produção estimada em 2 mil toneladas de pescado por ano. O Dia de Campo foi voltado para os piscicultores que estão no ramo, os que desejam ampliar sua produção, profissionalizar a atuação no mercado e debater sobre a cadeia produtiva da piscicultura.