Pular para o conteúdo
Voltar

Produtor recupera 40 hectares de mata ciliar com mudas doadas pela Empaer

Produtor recupera 40 hectares de mata ciliar com mudas doadas pela Empaer
Rosana Perosna (jornalista da Empaer)

A | A
O coordenador do Viveiro de Mudas da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Antônio Rocha Vital, vistoriou a Fazenda Brotas, localizada no município de Rosário Oeste (128 km ao Norte de Cuiabá), do pecuarista Ludovico Antônio Merighi e constatou o sucesso do plantio com a recuperação de 40 hectares da Área de Preservação Permanente (APP). Em 2007, a Empaer doou seis mil mudas de espécies nativas para recuperação das matas ciliares e áreas degradadas na Bacia do Rio Cuiabá. A iniciativa fazia parte de um projeto entre a Empaer e o Ministério Público Federal, que durante nove anos repassou mais de três milhões de mudas para produtores rurais da Baixada Cuiabana. Conforme Rocha, na Fazenda Brotas além da recuperação da área foi feito uma captação de água do Rio Cuiabá e levada para os bebedouros no pasto, evitando a descida do gado ao rio e a formação de voçorocas nas margens. Ele constatou que as mudas doadas pela Empaer formaram um bosque na propriedade. E Aproveitou para medir os troncos das árvores de espécies nativas como a chimbuva, que atingiu a marca de 120 centímetros de Circunferência a Altura do Peito (CAP), aroeira está com 70 centímetros de circunferência, jenipapo com 49 cm, tarumarana com 80 cm, entre outras. “O trabalho não se restringe somente a produção de mudas. É também uma orientação sobre os cuidados com o meio rural”, destaca Rocha. O produtor rural Ludovico fala que a adesão ao Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas da Bacia do Rio Cuiabá possibilitou reflorestar uma área de 40 hectares. Ele conta que no local só tinha capim, e hoje tem árvores com mais de quatro metros de altura. “O Projeto foi bem sucedido e tenho interesse em ampliar o plantio, pois o que perdemos em pastagem ganhamos em sombreamento”, enfatiza. Neste ano, o Viveiro de Mudas, em parceria com o Instituto Ação Verde, vai produzir mais de 100 mil mudas de espécies nativas. No ano de 2015 foram doadas 60 mil mudas para 224 pessoas, entre produtores rurais e instituições públicas e privadas, que realizaram o plantio para arborização urbana, reflorestamento e outros. O viveiro está localizado em Várzea Grande em uma área de 18 mil metros quadrados onde são multiplicadas 35 espécies. Até o final de 2016 serão mais de 70 variedades de diferentes plantas.