Pular para o conteúdo
Voltar

Produtores da Baixada Cuiabana participam de jornada técnica para produção de hortifruti

Produtores da Baixada Cuiabana participam de jornada técnica para produção de hortifruti
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
Aproximadamente 600 produtores de hortifrutigranjeiros da Baixada Cuiabana participaram da jornada técnica para elaborar o Plano Municipal de Desenvolvimento e organização da produção e comercialização de Frutas, Legumes e Verduras (FLV’S). Foram realizadas 12 reuniões com apresentação do diagnóstico de produtividade e área plantada dos produtos mais cultivados em determinadas regiões. O supervisor Regional da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Vico Capistrano, comenta que o objetivo do trabalho é garantir produção o ano todo e o abastecimento da Central da Agricultura Familiar, localizada em Várzea Grande. Os técnicos da Empaer realizaram o levantamento em 792 propriedades rurais e constataram que 508 produtores, numa área de 1.351 hectares produzem frutas, 773 produtores cultivam legumes numa área de 503 hectares e 264 agricultores plantam verduras em 64,2 hectares. O diagnóstico permitiu o planejamento da produção com a escolha de 29 variedades de legumes, verduras e frutas. Os produtos mais cultivados: alface, cebolinha, salsa, coentro, mandioca, abóbora, berinjela, batata doce, milho verde, pimenta, pepino, pimentão, abacaxi, banana da terra, banana nanica, limão, melancia e maracujá. Conforme Vico, a jornada técnica permitiu verificar o que os produtores estão precisando de imediato para melhorar a produção. Ele esclarece, que o trabalho que será executado pelos técnicos da Empaer, Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), secretarias municipais e parceiros tem como meta auxiliar o produtor no plantio, colheita até à comercialização dos produtos. Durante as reuniões, os produtores receberam informações sobre crédito rural, assistência técnica, irrigação (construção de represas, açudes, poços semi-artesianos), qualidade de produtos, pragas, doenças e outros. A jornada aconteceu nos municípios de Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Jangada, Nossa Senhora do Livramento, Nobres, Brasilândia, Poconé, Rosário Oeste, Santo Antônio de Leverger e Várzea Grande. As reuniões começaram em 2010 e encerraram em janeiro deste ano. Vico explica que ainda este mês (fevereiro), será realizado a capacitação de 45 técnicos nas áreas de fruticultura, cooperativismo, classificação dos produtos, preparo do solo e etc. Com recursos na ordem de R$ 400 mil, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), técnicos e produtores serão treinados e capacitados em tecnologia da produção até o mês de julho de 2011. Capistrano acredita, que em 2012, os resultados serão concretos em termos de produção e comercialização. “Estamos trabalhando para oferecer aos mato-grossenses hortifruti produzidos com qualidade e o ano todo na Baixada Cuiabana”, destaca Capistrano.