Pular para o conteúdo
Voltar

Produtores de Colniza são capacitados em ordenha higiênica e qualidade leiteira

Produtores de Colniza são capacitados em ordenha higiênica e qualidade leiteira
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Para aumentar a produtividade e qualidade do leite nas pequenas propriedades rurais foi realizada a primeira etapa da Oficina de Ordenha Higiênica e Qualidade do Leite, no município de Colniza (1.065 km a Noroeste de Cuiabá). A capacitação ocorreu no sítio Salto do Céu, do agricultor familiar José Alves Teles, no assentamento Colniza 1. O médico veterinário da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Willian Kasper, destacou em sua palestra Boas Práticas sobre a saúde do ordenhador, qualidade da água, local da ordenha e outros. De acordo com o médico veterinário, para se obter um produto de qualidade é importante observar as condições de saúde do animal e do ordenhador. Outro ponto de destaque foi a condição da água utilizada para a lavagem das mãos e dos utensílios (como peneiras), dos equipamentos de ordenha e das tetas dos animais para evitar a contaminação do leite. “O local da ordenha tem que ser cimentado, coberto, tranquilo, arejado, limpo e, se possível, com meia parede para proteger o leite contra poeira e evitar contaminação”, esclarece. No período das chuvas pode aparecer no bovino leiteiro uma inflamação da glândula mamária conhecida por mastite e também o surto da mosca do chifre. Segundo Willian, a interação entre os micro-organismos, as vacas e ambiente, somada à ação do homem e possíveis erros de manejo, criam condições favoráveis à contaminação. Durante a oficina foram demonstrados os cuidados na ordenha (pré e pós dipping, limpeza de tetas e vasilhames), teste de mastite ou mamite e outros. Com um plantel de 110 cabeças de gado de corte, e apenas algumas cabeças de gado de leite para o consumo da família, o pecuarista Carlos Roberto Ferreira Prado fala que alguns cuidados são muito simples e podem ser melhorados para garantir a qualidade do leite. Ele destaca o trabalho que vem sendo realizado pelos técnicos da Empaer no município e na parceria com os agricultores familiares. “Desde o ano 2000, tenho recebido assistência técnica da Empaer em minha propriedade e tem dado muito certo”, enfatiza Prado. O evento contou com a participação de 17 produtores rurais. A segunda etapa da oficina acontecerá no Assentamento Colniza I, no mês de abril, em data a ser definida.