Pular para o conteúdo
Voltar

Produtores financiam 95 mil do Pronaf para investimento e custeio em Novo Horizonte do Norte

Produtores financiam 95 mil do Pronaf para investimento e custeio em Novo Horizonte do Norte
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Em menos de um mês, os produtores de Novo Horizonte do Norte (682 km a Médio-Norte de Cuiabá) já realizaram 38 projetos de crédito rural, liberando recursos na ordem de R$ 95 mil do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) do Grupo B no município. O supervisor da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Jurelino Monteiro Caldas, fala que existe uma demanda para atender mais de 100 produtores, que deve resultar na liberação de R$ 250 mil no segundo semestre. O Governo Federal está facilitando o acesso ao crédito rural na safra 2012/2013, que permite financiar pelo Pronaf B até R$ 2,5 mil em atividades agrícolas e geradoras de renda. Conforme Caldas, o crédito é liberado para famílias de trabalhores rurais, pescadores artesanais, extrativistas, ribeirinhas, quilombolas e indígenas que desenvolvam atividades produtivas no meio rural. A liberação do crédito na região é uma parceria da Empaer e Banco da Amazônia. Mais de 680 agricultores familiares que atuam nas duas principais cadeias produtivas, bovinocultura de leite e seringueira estão cadastrados no município. Com uma produção de 20 mil litros de leite por dia e um plantel de 20 mil cabeças de bovino leiteiro, cerca de 50% da produção é comercializada na cidade. Segundo Caldas, na Cooperativa de Pequenos Produtores Rurais de Novo Horizonte do Norte são produzidas mussarelas e vendidas para Mato Grosso e São Paulo. Ele destaca que a seringueira está expandindo na região, com uma área total de 800 hectares. O plantio aumentou em 40 hectares em apenas um ano e o município faz parte do Programa de Incentivo ao plantio da Seringueira do Governo do Estado de Mato Grosso. A proposta é implantar 160 mil hectares de seringueira num período de 15 anos em sete Consórcios Intermunicipais nas áreas de agricultores familiares. Além da produção de borracha, o projeto prevê a recuperação de áreas degradadas e reserva legal com o plantio de seringueira em sistemas agroflorestais. O supervidor esclarece que o produtor tem algumas linhas de crédito como FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste), Programa Mais Alimentos e Pronaf. Para realizar empréstimos financeiros pelo Pronaf, o produtor rural deverá consultar um técnico da Empaer em seu município para emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e elaboração do projeto de crédito que será encaminhado para o banco. Os interessados podem obter informações no escritório local da Empaer ou acessar o site www.empaer.mt.gov.br.