Pular para o conteúdo
Voltar

Projeto Piloto verifica a produção de hortifruti na Baixada Cuiabana

Projeto Piloto verifica a produção de hortifruti na Baixada Cuiabana
Rosana Persona (jornalista)

A | A
Conforme dados da pesquisa realizada no Estado de Mato Grosso pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Econômico e Social (2006), 67% das frutas e 42,7% das verduras consumidas são provenientes de outros Estados. Para constatar o que o produtor rural está produzindo frutas, legumes e verduras foi montado um projeto piloto no Território da Cidadania na Baixada Cuiabana para identificar as principais culturas produzidas em 14 municípios, com a aplicação de questionário. O material aplicado foi tabulado parcialmente e mostrou que a cultura da mandioca ocupa uma área de 400 hectares. O gerente da cadeia produtiva e responsável pelo Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Almir de Souza Ferro, esclarece que para buscar um abastecimento e comercialização de produtos é importante saber o que está sendo produzido. Ele explica que os técnicos da Empaer estão realizando um diagnóstico nas propriedades rurais, checando a tecnologia utilizada, quais produtos produzidos, rendimento, qualidade, transporte, comercialização e outros. O diagnóstico vai permitir planejamento na produção e abastecimento na Central de Comercialização da Agricultura Familiar que será inaugurada na quarta-feira (24.03), às 9 h, no município de Várzea Grande. “Esse projeto piloto na Baixada Cuiabana vai levantar a produção de hortifruti e identificar os principais obstáculos na região”, ressalta Ferro. Durante o diagnóstico já identificaram no Território da Cidadania a existência de 21,5 mil agricultores familiares sendo 10 mil agricultores tradicionais e 11,4 mil assentados em 1.120 propriedades rurais. Conforme Almir, foi aplicado um questionário para verificar também o acesso do produtor ao crédito, utilização de agrotóxico, tipos de solos, irrigação, captação de água, rotação de cultura, área plantada, produção e produtividade. Em oito municípios da Baixada Cuiabana - os dados foram consolidados parcialmente. A cultura da mandioca ocupa uma área de 400 hectares, considerada a mais cultivada nos municípios, o abacaxi com 95 hectares, banana da terra 57, cana-de-açúcar 41, coco 30, milho verde 32, alface 7, couve-manteiga 3, quiabo 10, pepino 7, jiló 8, maxixe 7, tomate 8, tangerina 9 e outros. No questionário os produtores mencionaram 33 produtos e também a produção de 17 mil quilos de mel, 110 mil quilos de rapadura e 4.150 sacos de mandioca produzida. Segundo Almir, foi assinado um projeto para capacitação de técnicos e produtores rurais em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em tecnologia da produção. A capacitação começa no mês de abril e será executado durante o ano de 2010, nos municípios de Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Barão de Melgaço, Santo Antônio de Leverger, Jangada, Nossa Senhora do Livramento, Nobres, Poconé, Nova Brasilândia, Várzea Grande, Acorizal, Planalto da Serra e Nobres.