Pular para o conteúdo
Voltar

Seringal tem alta produtividade de borracha em Dom Aquino

Seringal tem alta produtividade de borracha em Dom Aquino
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Com uma produção de 8 quilos de borracha natural por árvore/ano, o município de Dom Aquino (116 km ao Sul de Cuiabá), produz o dobro da produtividade média em comparação com outras regiões do Estado. O engenheiro agrônomo da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), José Rodrigues de Souza, fala que as terras da região são férteis e a produção de látex da seringueira chega a 3.200 quilos por hectare. Em outros seringais a produtividade chega a 4 quilos de borracha/por árvore/ano. O município possui uma área plantada com 450 hectares de seringueira e em produção 385 hectares. Os produtores cultivam o clone oriental RRIM 600, que foi validado pela Empaer e recomendado por ser produtivo e menos resistentes à doença Microciclus ullei que causa perda das folhas das árvores. Conforme José Rodrigues, o que tem desafiado o cultivo da seringueira é a queda no preço. Em 2013, o quilo da borracha era comercializado por R$ 4,10 e hoje o preço é de R$ 1,80 o quilo/borracha. Devido a crise no mercado global da borracha e a queda nos preços, alguns produtores estão aguardando para fazer a sangria dos seringais . “A seringueira é uma planta perene que produz de 30 a 35 anos, os seringais mais velhos estão reduzindo a sangria e aguardando os preços. A exploração da seringueira gera emprego o ano inteiro, fixa o trabalhador no campo, exige pouco esforço físico e proporciona boa remuneração da mão de obra”, destaca Souza. Mesmo com a queda nos preços, os agricultores contam com uma linha de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Eco), com prazo de 20 anos para pagamento e oito anos de carência, oferece condições para o cultivo da seringueira na agricultura familiar. Com limite de crédito de até R$ 80 mil por agricultor com direito a financiar R$ 15 mil por hectare, permitindo o cultivo de 5,3 hectares. Essa linha de crédito é um solicitação antiga dos Estados de Mato Grosso, Goiás, Acre e Tocantins. Mudas No Campo Experimental da Empaer, no município de Rosário Oeste (128 km a Norte de Cuiabá), possui um jardim clonal e viveiro de mudas para atender o agricultor familiar. O supervisor do campo, Luiz Gustavo Amorim Correa, esclarece que comercializam mudas de seringueira por R$ 2,50 a unidade em sacolas plásticas com gema intumescida. Ainda no campo tem uma área de 10 hectares de seringueira produtiva, com uma produção de até 1.200 quilos de látex por hectare/mês. No Centro produz também mudas de citros (laranja, limão e pocan) e conta com experimentos de banana, caju, coco e goiaba.