Pular para o conteúdo
Voltar

Sessão Especial para comemorar os 50 anos de criação da Empaer

Sessão Especial para comemorar os 50 anos de criação da Empaer
Rosana Persona ( jornalista da Empaer)

A | A
A sessão especial na Assembleia Legislativa em homenagem aos fundadores, ex-presidentes, funcionários, palestras e a entrega da medalha do mérito “Jonas Pinheiro” vão marcar a solenidade de comemoração dos 50 anos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). Os fundadores vão receber a medalha considerada a mais alta condecoração criada pelos membros da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer). Os demais vão receber moção de congratulação pelos serviços prestados. O evento será realizado no dia 15 de setembro (segunda-feira), às 14 horas, no plenário deputado Renê Barbour. O Sindicato dos Trabalhadores de Assistência Técnica, Extensão Rural, Pesquisa Pública de Mato Grosso (Sinterp),realiza no período da manhã (8h30),no auditório do Hotel Fazenda Mato Grosso, uma palestra com a finalidade de discutir sobre o futuro da agricultura familiar e da empresa. Órgão oficial do Governo do Estado, a Empaer tem como missão gerar conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável do meio rural com prioridade à agricultura familiar. Meio século de avanços na agricultura e pecuária possibilita a história retratar o desenvolvimento em mais de 90% dos municípios do Estado de Mato Grosso com inovações tecnológicas, cultivo sustentável e viabilidade econômica da propriedade rural. A empresa atua em 122 municípios, possui uma estrutura de 144 unidades operativas, sendo um escritório central em Cuiabá, 120 escritórios locais, nove escritórios regionais, três centros de geração e difusão de tecnologia, um núcleo de laboratório, seis campos experimentais, quatro viveiros para produção de mudas e uma estação experimental de piscicultura. E conta com a força de trabalho de 550 servidores. Atendeu em 2013, aproximadamente, 33 mil agricultores familiares e até o ano de 2015 a previsão é atender 60 mil beneficiários. A agricultura e pecuária são atividades relevantes, especialmente por constituírem a base da geração de emprego, renda e da movimentação da economia dos municípios. No Estado existem 140 mil famílias de agricultores familiares que são responsáveis por mais de 70% dos alimentos consumidos pela população, produzindo mandioca, feijão, frutas, hortaliças, leite, aves, suínos, milho, arroz, café e bovinos de corte. A pesquisa trouxe inovações com o melhoramento vegetal do arroz, feijão, gramíneas forrageiras, gergelim, amendoim, mandioca, banana, abacaxi, maracujá, trigo, flores tropicias e outros. Alem disso, tem-se buscado cultivares eficientes no uso de fertilizantes, utilização de bactérias para fixação de nitrogênio, resistência à pragas e doenças, reduzindo o custo de produção e contaminação ambiental. O núcleo de laboratórios oferece aos produtores serviços de análises de solo, produção de mudas in vitro de banana e outros. Neste meio século de existência, a Empaer teve um papel fundamental junto às famílias rurais e vai continuar trabalhando para gerar conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável com prioridade à agricultura familiar.