Pular para o conteúdo
Voltar

Taques ressalta a importância do pequeno produtor em visita à Empaer

Taques ressalta a importância do pequeno produtor em visita à Empaer
Euziany Teodoro | Gcom-MT

A | A
O governador Pedro Taques visitou nesta quinta-feira (09.03) o Centro Regional de Pesquisa da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) na cidade de Cáceres (distante 224 km de Cuiabá). Taques conversou com pequenos produtores rurais da cidade e também de Curvelândia e Porto Esperidião durante o encontro, que faz parte da agenda que o governador, o vice-governador Carlos Fávaro, secretários de Estado e deputados estaduais cumprem essa semana em vários municípios da região oeste de Mato Grosso. A comitiva está percorrendo os municípios que são contemplados com a Caravana da Transformação, que começou dia 7 e vai até o dia 17 de março em São José dos Quatro Marcos. É a quinta edição da Caravana, sendo que mais de 11 mil pessoas já passaram por cirurgias oftalmológicas, prioridade do projeto. O presidente da Empaer, Layr Mota, falou sobre a importância do Centro de Pesquisas para a agricultura familiar da região. "Aqui estudamos várias culturas que podem ser implantadas nesta região. Banana, arroz, milho e muitas outras formas de cultivo que darão a oportunidade de profissionalização e especialização dessas famílias. Priorizar o pequeno produtor e gerar renda é investimento", afirmou. Para o governador Pedro Taques, a agricultura familiar é o que gira a economia. É o que realmente leva alimentos à mesa dos mato-grossenses. "Estamos tendo atitudes em relação à agricultura familiar. Temos uma secretaria de Estado apenas para cuidar disso. O grande produtor já não precisa mais do estado, pois caminha com suas próprias pernas. Trabalhamos para levar desenvolvimento a quem realmente precisa. Isso é transformação", disse. Hoje a Empaer tem 122 escritórios por todo o Estado, tendo atendido mais de 70 mil pessoas nos últimos dois anos. Vivem da agricultura familiar, atualmente, 104 mil famílias, a maioria instalada nos 722 assentamentos espalhados por todo o Estado.