Pular para o conteúdo
Voltar

Técnicos da Empaer participam de força tarefa em Assentamento

Técnicos da Empaer participam de força tarefa em Assentamento
Rosana Persona (Jornalista da Empaer)

A | A
Durante força tarefa realizada pelos técnicos da Empresa Mato-grosssense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), no município de Feliz Natal (536 km ao Norte de Cuiabá), no Assentamento Rural Ena, foram assinadas propostas para financiar recursos na ordem de R$ 901 mil do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf A. Os recursos serão aplicados na aquisição de matrizes leiteiras e de corte, reforma de pasto e construção de cercas. E também atenderam agricultores de outros assentamentos que solicitaram recursos no valor de R$ 480 mil do Pronaf Mais Alimentos. Os engenheiros agrônomos da Empaer, Claudir José Rubenich, Jocir Kasecker Júnior e o coordenador regional de Sinop, Eduardo Seike Nakagawa, participaram do trabalho no assentamento. A primeira ação foi levar Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), e orientações sobre políticas públicas para mais de 245 famílias que residem no assentamento e utilizam uma área de quase 30 mil hectares. Os agricultores familiares foram orientados sobre a Declaração de Aptidão do Pronaf (DAP), instrumento de identificação do agricultor familiar para acessar o crédito rural. E também, a elaboração do projeto de crédito para financiar recursos na ordem de R$ 26.500,00 do Pronaf A. Linha de investimento para a estruturação das propriedades e os beneficiários são os assentados da reforma agrária. O financiamento tem prazo de dez anos para pagamento, com até três anos de carência e juros de 0,5% ao ano. Conforme Claudir, o município de Feliz Natal não tem escritório da Empaer e a força tarefa contou com a participação dos técnicos de Sinop e Vera. Durante a ação foram solicitadas 47 DAP e elaborado 34 projetos para aquisição de recursos do crédito rural no valor de R$ 901 mil. Os agricultores de outros assentamentos recebem atendimento da Empaer no município. O engenheiro agrônomo Jocir e a agente administrativa, Luzia Cichelero, lotados em Vera, prestam atendimento na elaboração de projetos de crédito rural. Conforme Jocir, já foram elaborados projetos na ordem de R$ 480 mil para custeio agrícola e investimento pecuário. “A demanda na região é grande e estamos acompanhando os agricultores na elaboração dos projetos e na Ater”, declara Kasecker. O Pronaf Mais Alimentos financia projetos individuais de até R$ 150 mil para investimento, e até R$ 100 mil para custeio, com juros de 2,5 a 5,5% ao ano. O financiamento tem até três anos de carência e dez anos para pagar. E os recursos destinados às atividades de suinocultura, avicultura e fruticultura podem chegar a R$ 300 mil.