Pular para o conteúdo
Voltar

Visita técnica apresenta tecnologia para produção de feijão, mandioca e banana

Visita técnica apresenta tecnologia para produção de feijão, mandioca e banana
Rosana Persona ( jornalista da Empaer)

A | A
Mais de 90 pessoas, entre produtores rurais, técnicos agropecuários, estudantes e pesquisadores participaram da visita técnica sobre as culturas do feijoeiro comum, bananeira e mandioca, na Estação da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), localizada no município de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá). O objetivo era apresentar resultados de pesquisas e tecnologias voltadas para o agricultor familiar. O evento aconteceu na última sexta-feira (08.08), no período da manhã e contou com a participação de pesquisadores do Instituto Agronômico de Campinas (IAC). Durante a visita, os participantes percorreram quatro estações. Na primeira estação, o pesquisador da Empaer, Valter Martins de Almeida e o técnico agropecuário, Ciro Cercino dos Santos, mostraram o desempenho de linhagens precoces e avaliação do escurecimento de grãos do feijoeiro comum do grupo Carioca e Preto. Conforme Martins, a pesquisa vai possibilitar o armazenamento de grãos por um período de até seis meses, dando ao produtor condições para aguardar melhores preços na comercialização. Na segunda estação, os pesquisadores do IAC, Sérgio Augusto Morais Carbonell e Alisson Fernando Chiorato apresentaram duas variedades de feijão consideradas modernas e já lançadas em São Paulo, IAC Milênio com grão Carioca e resistência as doenças, Antracone e Fusarium oxysporum e IAC Imperador com ciclo precoce. Na Estação, serão avaliadas 30 linhagens de feijão com características para atender o produtor e consumidor. Segundo Sérgio, esse é o primeiro ano de pesquisa na região Oeste de Mato Grosso, apesar da parceria de mais de uma década com a Empaer. “Nossa expectativa é buscar qualidade de grãos e mercado consumidor”, destaca Carbonell. A Análise sensorial foi aplicada na terceira estação, na apresentação de cultivares de mandioca branca e amarela. Os participantes degustaram as variedades e a escolhida foi a mandioca de cor branca, apesar de a amarela ter muito potencial, sabor e fontes de vitamina A. A pesquisadora da Empaer, Dolorice Moreti, avalia o desempenho de 20 variedades de mandioca de mesa mais indicada para atender o agricultor familiar. “No município de Acorizal, conseguimos uma variedade que atingiu uma produtividade de 35 toneladas por hectares, enquanto a média do Estado é de 14 toneladas/hectare”, enfatiza Dolorice. Na última Estação, os visitantes percorreram uma área contendo 47 genótipos de bananeira e híbridos dos tipos, maçã, prata, nanica e farta velhaco (da terra). O pesquisador da Empaer, Humberto Carvalho Marcílio, fala que serão selecionados cultivares ou híbridos mais produtivos e resistentes às principais doenças fúngicas. Ele adianta que as cultivares mais promissora são a farta velhaco e do tipo maçã. O diretor técnico da Empaer, Almir de Souza Ferro, destacou que o objetivo da visita técnica foi mostrar para os produtores o que é possível fazer em sua propriedade e manter a qualidade do produto conforme exigências do mercado. O secretário de agricultura do município de Mirassol D’Oeste, José Vanderlei Batista, trouxe 26 produtores rurais, para verificar a tecnologia utilizada principalmente na cultura do feijão. O município pretende adquirir variedades de feijão para 250 produtores rurais da região. “Queremos comprar sementes de feijão produtivo e resistente a doenças”, esclarece Batista.