Pular para o conteúdo
Voltar

Visita técnica mostra manejo rotacionado para bovino leiteiro em Nortelândia

Visita técnica mostra manejo rotacionado para bovino leiteiro em Nortelândia
Rosana Persona (Empaer-MT)

A | A
Será realizada nesta quinta-feira (09.02), uma Visita Técnica sobre Manejo de Piquetes Rotacionados no Sistema Voisin para bovino leiteiro, no Assentamento Rural Raimundo da Rocha, localizado no município de Nortelândia (253 km a Médio Norte de Cuiabá). Será apresentada uma tecnologia ecológica onde o animal deve permancer confinado poucos dias no mesmo piquete, com a finalidade de aumentar a produção de leite. O evento contará com a participação de produtores rurais e terá início a partir das 9 horas. Os visitantes vão percorrer o Sítio Vitória Régia, do produtor rural Francisco da Silva Costa, que possui um plantel de 41 cabeças. Atualmente apenas 11 vacas estão produzindo uma média de 70 litros de leite por dia. Foram montados 10 piquetes e cada um mede aproximadamente três mil metros quadrados. O técnico agropecuário da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Rafael de Assis Simões, explica que são colocadas de nove a dez vacas em cada piquete, durante dois dias. E ressalta que no pastoreio rotativo no sistema Voisin, o gado engorda e produz mais leite. Além disso, na divisão dos piquetes o animal aproveita melhor o pasto, a adubação é orgânica, ou seja, feita pelo próprio animal quando defeca na pastagem. É possível manter maior quantidade de animais na área do que no pastoreio convencional, tornando a pecuária mais lucrativa. Considerado um sistema agroecológico, muitas formas de vida podem sobreviver na pastagem e no solo, favorecendo a biodiversidade. Conforme Rafael, serão apresentados aos participantes o tamanho dos piquetes, o número de animais em cada piquete, altura ideal das forrageiras no pasto e outros. A área de pastagem é dividida, os animais pastejam intensamente em um piquete e vão para outro, fazendo um rodízio. O pastejo rotacionado é caracterizado por períodos curtos de ocupação, às vezes inferiores a um dia e com no máximo três dias. De acordo com Simões, desde dezembro de 2016, o produtor está utilizando o sistema Voisin que oferece técnicas de manejo de baixo custo. Durante a visita técnica será realizada uma palestra informando sobre o sistema e suas vantagens.