Pular para o conteúdo
Voltar

Viveiro da Empaer já produziu 1,8 mil de mudas para reflorestamento

Viveiro da Empaer já produziu 1,8 mil de mudas para reflorestamento
Rosana Persona (Jornalista)

A | A
A previsão até o ano de 2010 é produzir 300 mil mudas de espécies nativas no viveiro da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). As mudas são doadas para os produtores rurais da Baixada Cuiabana para reflorestamento de áreas degradadas e matas ciliares. Esse trabalho faz parte do Projeto de Conservação e Recuperação da Bacia do Rio Cuiabá e já produziu 1,8 milhões de mudas, nos últimos 12 anos. O projeto atua em uma área de 27,8 mil quilômetros quadrados, abrangendo as cabeceiras dos rios Cuiabá da Larga e do Bonito, formadores do Rio Cuiabá até a confluência com o Rio Coxipó-Assú. Nesse perímetro, estão inseridos 11 municípios: Rosário-Oeste, Nobres, Jangada, Acorizal, Nossa Senhora do Livramento, Nova Brasilândia, Chapada dos Guimarães, Planalto da Serra, Santo Antônio de Leverger, Várzea Grande e Cuiabá. O coordenador do viveiro, Antônio Rocha Vital, explica que o objetivo é produzir árvores para proteger as matas ciliares dos córregos que alimentam o Rio Cuiabá. Segundo ele, o produtor que possui área na Bacia hidrográfica pode retirar as mudas sem custo e os produtores de outros municípios vão pagar R$ 1,00 a planta. “É fácil adquirir as mudas, basta fazer um pedido solicitando o número de espécies e variedades necessárias para o plantio”, ressalta Rocha. Localizado no município de Várzea Grande, o viveiro tem multiplicado mais de 70 espécies diferentes de plantas. O técnico agrícola, Roberto Arcanjo e responsável pela produção de mudas, fala que estão utilizando apenas 40 espécies nativas, tais como: Ipê (roxo, amarelo, rosa e branco), jatobá, cumbaru, angico, tarumã, cedro rosa, ingá de metro e chuva de prata. Os produtores rurais e ribeirinhos da Baixada Cuiabana recebem informações sobre o plantio de mudas e as variedades que estão sendo utilizadas para reflorestamento. Conforme Arcanjo, o viveiro atende alunos da rede pública e universitários que recebem informações sobre a forma correta de plantio, semente e os cuidados com o meio ambiente. “A aula prática favorece os estudantes que conhecem de perto as variedades e o processo de produção de mudas”, esclarece Roberto. Hoje o viveiro tem aproximadamente 170 mil mudas que estão medindo de 20 a 40 centímetros de comprimento, prontas para o plantio. Os interessados podem procurar o viveiro de mudas que está localizado na rua Pintado, em Várzea Grande, próximo à ponte nova ou pelo telefone 8118 7851. O horário de atendimento é das 7h às 11h e das 13h às 17h, de segunda à sexta.